Quadro de Classificação


Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo mais curtido desde 25-06-2017 em todas as áreas

  1. 12 likes
    GUIA PARA CRIAR CALOPSITAS À MÃO Fotos e texto baseado no tutorial de MariBichos – Espanha TRADUÇÃO e ADAPTAÇÃO: ma_zinho A intenção dessa guia é ensinar a dar papinha aos filhotes de calopsitas que foram retirados do ninho na idade correta para serem criados manualmente, já que assim eles crescem mais mansos e são mais dóceis. Também serve para os filhotinhos que foram retirados do ninho antes da idade correta por necessidade (os pais não o alimentavam ou qualquer outro problema). Idade do filhote – Horário de alimentação – Quantia em ml 1 a 4 dias ---------- A cada duas horas ------ 1 a 2 ml. 5 a 7 dias ---------- A cada três horas -------- 2 a 3 ml. 8 a 14 dias --------- 5 vezes ao dia ----------- 4 a 6 ml. 15 a 20 dias --------- 4 vezes ao dia ---------- 7 a 10 ml. Temperatura que deve ter o alojamento da cria: Idade do filhote - Graus Celsius. 1 a 5 dias --------- 34 a 35ºC 6 a 9 dias --------- 33 a 35ºC 10 a 14 dias ------ 32 a 33ºC 15 a 21 dias ------ 30 a 32ºC Quando retirar o filhote do ninho? Em condições normais, o filhote deve ter de 20 a 25 dias de vida, pois nessa idade os pais já transmitiram as defesas deles junto com a comida que os alimentava e porque nessa idade ele está forte e grande para conseguir sobreviver sem efeitos adversos. O “franguinho” vai sentir o mesmo carinho por você que se tivesse sido criado desde recém nascido. Para ter uma idéia do aspecto do filhote, ele deve ser mais ou menos assim: Dá para ver o filhote cheio de canhões de pena e com as uma parte das penas das asas já formadas. Se a cria não for retirada antes dos 30 dias de vida, estará com quase todas as penas formadas, e a adaptação à seringa e a perda do medo fica muito complicada. Não é impossível, mas não há duvidas de que a idade ideal é entre os 20 a 25 dias de vida. Onde podemos pôr o “pintinho”? Existem muitos lugares onde podemos simular um ninho. Não aconselho usar papelão ou madeira, pois os excrementos dos filhotes que comem papinha são muito líquidos e a caixa ou lugar onde estiver seria difícil de limpar, e a limpeza é muito importante nessa fase da calopsita. Os próprios pais não defecam dentro do ninho, eles agüentam e só excretam quando saem de lá. Recipientes ideais: Tupperware de plástico: tem que ser bem grande e sem a tampa ou com uma tampa de malha de plástico. É muito importante não usar a tampa do tupperware furada sem antes ter a certeza da temperatura que pode alcançar o interior do recipiente.Fauna Box ou Aqua Terrário: é o mais cômodo e fácil. É aquele pequeno recipiente de plástico com a tampa colorida e com alças. Costuma ser um aquário ou um terrário para répteis, pois tem o teto preparado e adaptado para ter animais, tem uma ótima ventilação e é totalmente seguro, ou seja, o animal não pode fugir de lá. A vantagem do plástico é que dá para limpá-lo bem. O próximo passo para preparar o recipiente é forrá-lo com um papel de cozinha absorvente (ou guardanapo de papel) e, em cima do papel, colocar uma capa de serragem para hamster. Atenção não use nunca serragem normal, porque contém pedaços de madeira que poderiam introduzir-se nos olhos da calopsita e em outras partes sensíveis do corpo. A serragem de hamster é suave e macia, não machuca como a serragem normal. Os panos ou guardanapos também não são recomendados, já que depois de cada refeição, os filhotes têm tempo suficiente para explorar o seu novo ninho, enroscar o dedinho no pano e machucar uma unha ou fraturar um pezinho. Lembre-se que os ossos ainda não são tão fortes como os de uma calopsita adulta. A caixinha com o filhote deve estar em algum quarto tranquilo, longe dos barulhos normais de uma casa e também longe de uma janela. Com os filhotes muito pequenos, podemos deixar a caixinha mais escura pondo um pano ao redor do recipiente, mas lembre-se de nunca tampar a saída e entrada de ar, o pano é ao redor, e não por cima. A cria com 20 días já pode receber a iluminação normal de um quarto. Ainda não está preparada para o sol, mas já pode ficar em um local com iluminação normal. Devemos trocar a serragem ao minimo sinal de umidade ou mau cheiro, mas não é necessário trocá-la todos os dias quando só tem um filhotinho. Também será preciso lavar a fundo o recipiente de vez em quando. Particularmente, eu o lavava todos os días e assim, sempre estava bem limpinho. Temperatura O filhotinho sempre tem que estar bem aquecido dia e noite, principalmente se estiver sozinho, pois não vai ter os irmãos para aquecê-lo. Por tanto, depende da parte do Brasil ou do mundo que você estiver, precisará de uma fonte de calor, que poderá ser: 1) MANTA ELÉTRICA Uma manta elétrica é a melhor solução, como a que aparece mais abaixo. Deve estar embaixo do recipiente, não pode queimar e sempre deve haver papel entre a manta elétrica e o recipiente. Para não queimar, devemos ajustar a potência da manta e controlar a temperatura no interior da caixinha colocando mais ou menos papel entre a manta e a caixinha. O melhor papel é o jornal que, além de tudo, atúa como uma capa térmica. Quanto mais papel você colocar entre o recipiente e a manta, menos calor vai chegar ao interior da caixinha, o que o permite controlar a temperatura. Particularmente, recomendo fazer um teste antes de colocar o filhote, pois é importante saber a teperatura que vai fazer no interior do recipiente. Também é importante deixar um termômetro dentro, ja que precisaremos saber a temperatura que faz lá dentro. O recipiente nunca deve ser colocado diretamente em cima da manta elétrica ou poderia derreter. 2) PEDRA TÉRMICA PARA RÉPTEIS Uma pedra térmica para répteis, sempre embrulhada em um papel para estar quente mas sem queimar. Infelizmente os répteis sempre terminan se queimando quando os donos põem esse tipo de pedras, o que significa que devemos ter o dobro de cuidado com as calopsitas. 3) LÂMPADA DE ESCRIVANINHAS Uma lâmpada de escrivaninhas, mas cuidado, o problema deste tipo de calor é que se a luz queimar, o filhote deixará de receber calor imediatamente. A luz também não é necessária e até podería incomodar a cría. Dependendo do que tivermos em casa ou do que pudermos comprar, poderemos optar por uma das opções acima, mas sempre lembrando que o calor é muito importante, principalmente de noite. Se ver que a calopsita está desanimada, também pode ser porque falta calor. O calor tem uma explicação: as aves têm uma temperatura interna superior à temperatura dos mamíferos. Para os humanos, 37ºC, 38ºC e 39ºC é ter febre, mas para as aves é uma temperatura normal. Por isso é importante mantê-las quentinhas, porque o frio causa mal-estar nas aves e elas são mais sensíveis ao frio que nós justamente porque a sua temperatura é superior à nossa. Se você perceber que os pezinhos da calopsita estão um pouco frios, não se preocupe, pois eles têm um mecanismo especial de refrigeração e costumam estar uns 4ºC abaixo da temperatura corporal. Preparando a papinha. Aconselho usar um copo raso e com a base grande, melhor se for de plástico mas pode até ser uma xícara de café, mas com cuidado para não cair no chão e quebrar. Usar sempre o mesmo copo para preparar a papinha é a melhor opção. Esse copo vai ser usado, no mínimo, 3 ou 4 vezes ao dia e vamos ter que mantê-lo limpo. Somente devemos usar as papinhas específicas para calopsitas. Como medida de urgência e, só como urgência, vamos poder usar uma papinha de cereais para bebês ou farinha de rosca para preparar papinha. Infelizmente, não posso aconselhar vocês de qual é a melhor marca, pois na Espanha existem outras marcas, mas algumas pessoas me disseram que a marca CC-Albium não tem nada de ruim, pois é a mais fácil de encontrar e não deu nenhum problema. Existem outras marcas como Megazoo, Alcon e Nutripássaros, mas vai depender de cada um e da experiência que teve com as marcas. Aqui, usei uma marca que se chama Psittacus, e foi boa. Para preparar a papinha vamos usar água comprada no supermercado, ou seja, engarrafada, pois é uma água esterilizada e tem poucos minerais. O primeiro passo é esquentar a papinha no microondas ou em uma panelinha pequena no fogão. Não é preciso deixar ferver, mas, se quiser, pode deixar. O segundo passo é colocar um pouco de água no copo ou xícara e adicionar o pó da papinha. Vamos mexer sem parar, sempre evitando deixar bolinhas de papinha. Na medida em que a papinha vai ficando homogênea, vai perdendo o excesso de temperatura. A consistência da papinha é parecida a de um purê de batatas um pouco mais líquido que o normal. Como se fosse uma papinha de bebê. Nem muito liquido, nem muito grosso. O próximo passo é dar a papinha ao pássaro. A temperatura ideal ronda os 40ºC e sempre temos que comprovar se a temperatura da papinha é ideal. Por isso vamos colocar um pouco da papinha no punho, como se fosse o leite da mamadeira de um bebê. Se estiver bem quente, mas não queimar, significa que está boa. Se estiver fria, temos que esquentá-la um pouco (no microondas ou no banho Maria), sempre mexendo bem depois para não ficar pontos de calor dentro da papinha. Se estiver quente, temos que mexer um pouco mais para esfriá-la para não queimar o papo do nosso animal. Quando, quanto e como dar a papinha A papinha deve ser dada com uma seringa (sem agulha). Recomendo as de 5 ou 10ml. Se o filhotinho foi comprado de um criador, ele mesmo deveria te dar um filhote que já estiver acostumado a comer papinha na seringa, mas se o filhote ainda não estiver ou se nós mesmos tirarmos ele do ninho, temos que esperar o papo dele esvaziar completamente antes de dar a primeira dose de papinha, pois ele ainda vai ter restos de sementes e da comida que os pais dele deram e não se pode misturar com a papinha. É normal que o filhote se assuste e bufe para nós, afinal ele não nos conhece. Não se preocupe se ele começar a bufar, porque quando ele tiver muita fome e bufar, vamos aproveitar que ao bufar ele abre o biquinho e vamos dar um pouco de papinha para ele experimentar e saborear. Cada vez que ele abrir o bico, vamos dar pouquíssima papinha, só uma ou duas gotas para ele não poder agitar a cabeça e esparramá-la para fora do bico. Vamos repetir esse procedimento várias vezes até ver que o papo do bichinho tem comida suficiente para agüentar pelo menos 1 hora sem comer. Quando o papo estiver vazio de novo, vamos fazer a mesma coisa até ele aprender que a seringa significa comida (em mais ou menos 2 ou 3 vezes ele aprende) e perder o medo de nós. Quando isso acontecer, vamos começar a dar as doses completas de papinha na hora certa. Durante esse procedimento, temos que manter a temperatura da papinha, pois não pode esfriar. Para isso, vamos colocar um pouco de água morna em um copo onde deixaremos a seringa quando não a estivermos usando, igual ao vídeo que está mais abaixo. Isso é muito importante, principalmente quando temos que dar papinha para vários filhotes e ainda não temos prática. Aqui vocês podem ver um agapornis pedindo comida. A calopsita faz a mesma coisa: http://www.youtube.c...s&v=j1ENGofM9Vo A forma mais adequada de dar a papinha é colocando o filhote de olhando para nós e pondo a seringa à direita do bico. Se colocarmos na parte esquerda, a papinha poderia ir para a traquéia e, se cegar aos pulmões, poderia morrer por asfixia ou pneumonia por aspiração. O filhotinho que tiver mais de 20 dias de vida e ainda não comer nada sólido por conta própria, tem que comer no mínimo uns 15ml 3 vezes ao dia. De manhã bem cedo, ao meio-dia e de noite. O ideal seria dar uma dose de papinha de tarde também, que seria o café da tarde da cria. É muito importante não dar a próxima dose de papinha se o papo do animal ainda não estiver completamente vazio. Não precisa levantar de noite para dar papinha, pois os pais não o alimentam de noite, estão dormindo no ninho. Só temos que observar bem o papo para ver se está vazio antes de dar a próxima dose porque, se não estiver, a próxima dose de papinha que dermos pode fermentar e o filhote pode morrer. Mais abaixo está um exemplo do papo vazio e do papo cheio, para quem não tiver noção de como é: Calopsita com o papo vazio -------------------------------------------------------------- Calopsita com mais de 10ml de papinha Quando a calopsita e o dono adquirirem pratica, o dono vai demorar só alguns segundos para encher o papo do animal e quase sem se sujar, igual ao vídeo mais abaixo. Para dar a papinha temos que segurar um pouco a cabecinha do animal, com cuidado e sem machucar, e não apertar muito a seringa. Vamos dar só o que o filhote é capaz de engolir para a papinha não escorrer para fora do bico. Se a cria se sujar, vamos limpá-la com um pano ou guardanapo de papel levemente úmido e no mesmo momento em que acontecer. Num instante esse filhote de calopsita comeu 11 ml de papinha sem derramar nenhuma gota e sem se sujar: http://es.youtube.co...h?v=0-HfbF6JQdQ É muito importante não guardar papinha feita porque ela pode fermentar e ser um foco de fungos. Cada vez que formos dar papinha, vamos ter que prepará-la. Nas primeiras vezes é normal fazer muita papinha ou fazer pouca papinha, mas com o tempo você vai aprender a fazer a quantidade certa. Depois de dar a papinha, vamos ter que lavar bem todos os utensílios com água. Não precisa esterilizar se não quiser. A quantidade e freqüência da dose a dar têm que corresponder com a idade do filhote, com o seu desenvolvimento e com o apetite que ele tiver, ou seja, temos que respeitar às doses de papinha (as vezes que damos papinha) e a quantidade de ml que vamos dar, mas sempre tendo um pouco de sentido comum. Resumindo, temos que encher o papo com o cuidado de nunca dar papinha se ainda tiver papinha da dose anterior no papo do pássaro. Gaiola e independência Com mais ou menos 30 dias, vai dar para perceber que o Aqua terrário vai começar a ficar pequeno para a calopsita. Antes ela ficava horas dormindo na sua caminha macia e agora ela não para de esticar e bater as asas, além disso, ela começa a bicar e brincar com a serragem de hamster no fundo do recipiente. Esse é o momento de começar a acostumar o filhotinho com a sua nova casa, que será a sua gaiola. Nos primeiros dias, vamos colocá-lo só um pouquinho, 1h, 2h, depois mais e mais horas até passar o filhote para o Aqua Terrário ou Fauna Box só para dormir. Ao redor dos 45-50 dias, já podemos tentar deixá-lo dormir na gaiolinha. Um bom conselho é forrar uma parte do chão da gaiola com jornal e colocar papel de cozinha por cima do jornal para eles aprenderem a andar entre as barrinhas de metal da gaiola, senão, vai resultar um pouco incômodo para eles caminhar, pois os seus pezinhos vão atravessar constantemente as barrinhas do chão. O papel de cozinha por cima do jornal serve para eles não poderem bicar e engolir jornal, pois contém tinta e pode chegar a ser tóxico. Essas calopsitas da imagem acima estão quase prontas para começar a ir para a gaiola durante pouco tempo. No entanto, esta calopsita já está reparada para passar o dia na gaiola e voltar para a sua caminha só de noite. É claro que vamos ter que colocar os poleiros bem baixinhos para a calopsita se acostumar e se familiarizar com o entorno e aprender a se ir de um poleiro a outro sem dificuldade. Quando percebermos, depois de alguns dias, que ela já tem mais confiança com os poleiros, podemos subí-los à sua posição normal. Muitos criadores oferecem comida às ninfas quando elas ainda estão no fauna box. Eu recomendo oferecer a comida só quando a ave estiver na gaiola, em potinhos ou comedores de fácil acesso. Vamos oferecer pouca quantidade e muita variedade desde o primeiro dia em que colocarmos o filhote na sua nova casa, para ele começar a se interessar pela comida. Uma mistura de painço, pão (não precisa ser do dia, mas também não pode ser duro como uma pedra), painço no ramo, semente de girassol, verduras (principalmente as folhas verdes, alface, acelgas e similares), ração para calopsitas se tiver e alguma fruta como, por exemplo, a maçã e a pêra também pode colocar. Se bem que as calopsitas não gostam muito de frutas. Tem que tomar cuidado com a alface porque tem efeito laxante e um excesso desta verdura pode provocar diarréia. Os brócolis cozido também é bem apetitoso e as calopsitas adoram. O painço diretamente do ramo é um dos cereais preferidos dessas aves. As minhas calopsitas gostam mais do painço que da semente de girassol. Também é ótimo para usar como prêmio na hora de educar a sua ave. A água também é muito importante, mas tem que ser em um bebedor ou em um recipiente pequeno onde a calopsita não possa cair dentro. Ela não se afogaria, mas poderia se molhar e ter problemas de digestão ou hipotermia. Não tem muito a ver com a papinha mas tenham cuidado porque nos primeiros dias que as calopsitas vão para a gaiola é quando elas voam por primeira vez, e cuidado porque elas não avisam e como nunca voaram antes, parecem um avião que vai batendo em tudo. Elas demoram um pouco em aprender a controlar o vôo, mas tenham sempre muito cuidados, nunca fiquem perto de uma janela, fogão, ou qualquer outra coisa que possa ser perigosa para a calopsita. O filhote, por puro instinto e curiosidade, vai começar a bicar os alimentos sólidos. Procurem manter as 3 ou 4 doses de papinha deixando o papo cheio o maior tempo possível e ainda assim veremos que falta um pedacinho de uma fruta, a folha de alface está roída e que tem algumas casquinhas de milho na gaiola. Quando isso acontecer, é o momento perfeito para retirar uma dose de papinha, que vai ser a dose que damos de tarde, observando sempre o comportamento da ave. No princípio convém manter as 3 doses de papinha, dando o que o filhote quiser aceitar, e na medida que a calopsita ficando independente, ela vai aceitar menos quantidade de papinha, menos de 15 ml em cada dose. E finalmente iremos tirando as doses de papinha até que a última dose for a dose de noite. Por exemplo: se a calopsita toma 3 doses de papinha, a primeira às 7h, a segunda às 15h e a ultima às 23h, a primeira que vamos tirar será a de tarde podendo dar 2 doses, às 8h e às 22h, depois tiraremos a dose de manhã e só daremos a dose da noite. Por último, vamos tirar a dose da noite, já que essa dose costuma ser mais um vínculo entre o dono e o animal do que fome. Importante: temos que deixar que seja o próprio filhote que marque a velocidade da independência, é impossível dizer quando uma cria vai ser totalmente independente, por isso temos que respeitar o ritmo da calopsita e prestar atenção no desinteresse da ave pela papinha ao longo dos dias que vão passando. Forçar a independência em um animal significa deixá-lo passar fome, emagrecer e ficar desnutrida e fraca pela falta de alimento. À calopsita que ainda não come nada sólido e que não tem muita fome, têm que dar papinha quantas vezes o filhote precisar, teja a idade que tiver. Já houve casos de filhotes que ficaram independentes em menos de uma semana e outros que estavam com o papo cheio de sementinhas e ainda assim pediam papinha como loucos, apenas por vicio ou pelo vinculo que a papinha cria entre a calopsita e o dono. Um vinculo muito bonito. Nesses casos, temos que ter paciência. Mais ou menos aos 2 meses de vida é quando a maioria das calopsitas se tornam completamente independentes completamente. Vai dar pra notar uma mudança na consistência das fezes, que serão mais líquidas do que quando comiam papinha, e terão carocinhos semi-sólidos. Nunca se deve oferecer papinha em um comedor na gaiola ou em qualquer outro lugar. Se tudo der certo, vamos ser donos orgulhosos de uma calopsita mansa, criada à mão, socializada e independente. Esta guia também é válida para pequenos psitacídeos, agapornis, periquitos, etc. Claro que a quantidade de papinha é variável, por isso convém se informar antes de criar outras espécies à mão.
  2. 4 likes
    Pessoal eu aqui trazendo últimas fotos dos machos, pois as fêmeas já foram embora nesse final de semana. @Mauro @LRVN @aampirasp @Sandra Gomes @cilene1234 @cástella @Mersson @Maria Fernanda @Deh31Dih @Aretuza entre outros que participaram e agradeço.
  3. 4 likes
    Fotos de hoje pessoal ! @Sandra Gomes @cástella @Leo Ribeiro @Vinicius Lins @aampirasp @Billy @Deh31Dih @Josi e Pissito @GabrielEger @✈ P E D R O ✈
  4. 4 likes
    Como calcular as mutações.Antes de continuar lendo esse tópico, leia o artigo do Marcus Maia http://forum.clubedascalopsitas.com.br/topic/23-genética-para-iniciantes-marcus-maia/ Vamos começar pelo sexo ligadoAs Calopsitas* têm 39 pares de cromossomo sendo 38 pares autossomos (que são pares pareados, bem semelhantes) e 1 par sexual (não pareados).*considerando uma ave (galo) essa é a quantidade de cromossomos quando pesquisamos sobre quantidade em aves, não tenho certeza se a calopsita tem a mesma quantidade, mas dá pra entender mesmo assim.Quando falamos em sexo ligado estamos nos referindo às mutações que ocorrem no par de cromossomos sexual (que define o sexo), as outras mutações ocorrem em qualquer par autossomo.Os pares dos filhotes são herdados metade do pai e metade da mãe, esses cromossomos contem genes que por sua vez definem como será a aparência (Fenótipo) do filhote.O macho possui um par de cromossomos XX, a fêmea possui XY sendo o cromossomo doado pela fêmea que define o sexo.As mutações sexo ligadas são recessivas, ou seja, os genes precisam estar presentes nos dois cromossomos que formam o par, para que a mutação apareça no FENÓTIPO, pois as mutações dominantes (exemplo a silvestre) só precisam estar presentes em um cromossomo para aparecer no fenótipo, sobressaindo às mutações recessivas, porem no caso das fêmeas ocorre algo diferente, o cromossomo Y é curto para portar qual quer mutação, como no caso o cromossomo X será herdado do pai, qualquer gene herdado dele será manifesto no fenótipo da filha, por isso só os machos podem portar as mutações e as fêmeas não.OBS:No caso de fêmeas nas mutações sexo ligadas o que vemos é o que temos.Vou me atentar apenas as mutações comuns aqui no Brasil.Vou usar uma legenda para começar a calcular as mutações.Canela ©Perola (p)Lutino (l)Cromossomos X E YQuando vemos um macho canela, sabendo que para se manifestar uma mutação recessiva o gene canela tem que aparecer nos dois cromossomos do par, então escrevemos assim.Xc XcUma fêmea lutino, sabendo que o Y é curto para portar mutações, escrevemos assimXlY1ª Geração (filhotes)Cada Pai vai doar um de seus cromossomos para cada filhote, sabendo que temos 50% de chances de Macho e 50% de Fêmeas, e que as probabilidades incidem 100% em cada ovo.calculamos assim: Pai XcXc e Mãe XlY cada um doa seu cromossomo:Xc do pai e Xl da Mãe ficando assimXcXlXc do Pai e Y da MãeXcYXc do pai e Xl da MãeXcXLXc do Pai e Y da MãeXcYteremosMachos100% será cinza silvestre, pois nenhum gene se repetiu em nenhum par de cromossomos, então somente o silvestre que é dominante e manifesta no fenótipo, porem ele porta os genes canela e lutino em seu cromossomo.Fêmeas100% será Canela, pois seu outro cromossomo Y não porta nenhuma mutação capaz de sobressair a que foi doada pelo macho.OBS: neste caso sabemos o sexo dos filhotes somente pela cor2ª GeraçãoVamos Pegar um filhote macho do casal acima XcXl cinza silvestre portador de canela no X1 e lutino no X2 e cruzar com uma fêmea XlpY Lutino perola Pai XcXl e Mãe XlpY cada um doa seu cromossomo:Xc do pai e Xlp da Mãe ficando assimXcXlpXc do Pai e Y da MãeXcYXl do pai e Xlp da MãeXlXlpXl do Pai e Y da MãeXlYVamos láMachos50% será cinza silvestre, pois nenhum gene se repetiu em nenhum par de cromossomos, então somente o silvestre que é dominante e manifesta no fenótipo, porem ele porta os genes canela e lutino e perola em seu cromossomo.50% será lutinos portadores de perola em seus cromossomos X2Fêmeas50% será Canela, pois seu outro cromossomo Y não porta nenhuma mutação capaz de sobressair a que foi doada pelo macho50% será lutino, pois seu outro cromossomo Y não porta nenhuma mutação capaz de sobressair a que foi doada pelo machoOBS: neste caso não sabemos o sexo dos filhotes somente pela cor.Espero que isso possa ajudar, depois posto como calcular com mutaçoes recessivas autossômica exemplo cara branca e arlequim. *texto original do @Viniruiz
  5. 4 likes
  6. 3 likes
    Boa noite!. Nunca confie sem o aparo das penas de vôo. A calopsita pode escapar para o ambiente externo e não voltar. Aqui no Clube das Calopsitas já houve relatos e elas não voltam sozinhas para a casa. Uma vez criada em cativeiro, elas não reconhecem o local de onde partiram. Com o aparo das penas de vôo, a calopsita não corre o risco de alçar voo alto e ir embora, ela voa a média altura e ainda possue autonomia de pouso. Todo cuidado é pouco. Se optar por não aparar, certifique que as janelas e portas tenham telas e estejam fechadas.
  7. 3 likes
    Jesus q liindoos , o seu macho é cara branca Arlequim canela pérola, pq tem poucas pintinhas nas costa devido a ele ser adulto e ter perdido as pintinhas (não tenho certeza se é Arlequim mas pérola sim) ja a fêmea e uma cara branca que porta Arlequim devido a nuca dela ser branca e que charminho em e também tem pérola no rabo
  8. 3 likes
    Oi, gente! Levei minha calopsita no veterinário para ver a tal casquinha no bico dela. Depois de fazer exames, detectou que isso é uma bactéria, talvez essa bactéria possa se desenvolver ao ponto de tornar a doença da candidíase ou não. Pelo sim ou pelo não, o veterinário me receitou um remédio para dar 1 gota de 12/12 horas no biquinho, e tipo um anti séptico para fazer a limpeza todos os dias. Ele ta reagindo bem a medicação e o "machucado" tem melhorado também!
  9. 3 likes
    Bom diia, ele está ótimo! Os pais alimentam ele o tempo todo e ja está começando a abrir o olhinho Ontem vi ele coçando o papinho e a asinha, coisa mais fofa do mundo, rs
  10. 3 likes
    @gianbonin1 ...nada fácil!..rs. Primeiro de tudo, é fundamental conhecer os pais, isso já seria determinante para descobrir o que é sua ave. Fulvo é mutação recessiva, ou seja, só nasce Fulvo se for filho de pai e mãe fulvos. Mas na minha humilde opinião, essa dúvida está entre Fulvo e Lutino Canela. Digo isso porque segundo a literatura, indivíduos com a mutação canela, nascem com olhos avermelhados, porém, logo nas primeiras semanas de vida, já perdem esse caracteristica. Vide abaixo, uma teoria da Susanne Russo: Portanto, sua calopsita não seria um Arlequim Canela ou só Canela, pois o vermelho dos olhos não se manteria depois de adulto. Ainda em cima dos artigos da Sussane (que na minha opinião são excelentes para quem gosta do assunto mutações) ela tbm faz comparações sobre as diferenças entre Fulvo e Lutino Canela, vide abaixo: Segundo ela, são dois pontos que os diferenciam. Primeiro coloração entre machos e fêmeas, onde os machos fulvos são sempre mais escuros que as fêmeas. Segundo é a cor dos olhos, que possui ligeira mas perceptível diferença entre as mutações, onde os Fulvos tendem a ter olhos mais claros em um tom de rosa, com pouca variação de cor entre a pupila e a iris, enquanto os Lutinos terão um olho em um tom vermelho rubi, com a iris ligeiramente mais clara. Já lí algumas coisas a respeito de fulvos e muitos criadores, inclusive a própria Susanne orientam a não cruzar Fulvos, com Canelas (que mascaram a coloração do fulvo) e Lutinos, justamente por essa confusão de características entre as mutações e gerações futuras. Conclusão, se for possível, procure descobrir quem são os pais da sua ave. E caso não seja, faça uma verificação minuciosa quanto as características dela, para confirmar que os olhos realmente são vermelhos e se possível identificar a tonalidade dos mesmos. Na minha opinião, você pode ter tanto um Fulvo quanto um Lutino Canela em mãos...só as futuras gerações desse macho irão dizer o que ele é de fato.... Ex: cruze ele com uma fêmea qualquer (que não seja lutino) e se nascer algum filhote lutino, você terá certeza que não se trata de um fulvo. Abraços!
  11. 2 likes
    Até que fim o meu casal de calopsita tirou filhotes.olha a surpresa cada um de uma mutação.
  12. 2 likes
    Boa Noite gostaria de saber se esse casal de calopsita é so CB ou é portadora de arlequim,canela,perola etc? Estou iniciando a criação dessa linda ave e gostaria da ajuda dos amigos aqui por favor. O mais claro o macho a mais escura a fêmea. E os filhotes desse casal qual seria a mutação ?
  13. 2 likes
    Muito obrigado a todos pelas respostas,um forte abraço........
  14. 2 likes
    Olha essa tabela ai. muito lindos cb com cb nasce macho cb e femea cb oque vao portar nao fala
  15. 2 likes
    Quando comprei minha calopsita ela também era novinha e eu tratava na seringa com a papinha (igual você ta fazendo), e sim, sempre que eu chegava perto dela ela chorava querendo comer. O rapaz que me vendeu disse que isso é um comportamento normal da ave, e elas acabam te vencendo pelo cansaço ou por acharmos que ela está com fome quando na verdade é gula mesmo. Me orientaram a dar a papinha quase sempre nos mesmos horários, e ir tirando aos poucos, porque ela precisar aprender quebrar as sementes ou a ração que você for dar. Uns 40 dias depois da minha ter nascido, eu sempre deixava na gaiola um comedouro com sementes para induzi-la comer quando tivesse fome. Quando percebi que ela estava começando comer as sementes, passei dar papinha 1x no dia (só a noite), até que um dia tirei de vez. Hoje coloco a seringa da papinha perto dela, e ela nem reconhece mais. Está com 3 meses.
  16. 2 likes
    Boa tarde!. Que bom!. Por isso a importância de um bom veterinário. Abraço e boa sorte aí. Manda notícias.
  17. 2 likes
    Boa noite!. Realmente a Megabactéria não vive em meio ácido. Dificilmente a calopsita irá morrer por Megabactéria. A Megabactéria não possui cura e é controlada por medicamentos. Ela vai aparecer na baixa imunidade da calopsita: troca de penas ou quando estiver chocando. Algumas gotas de vinagre de maçã na água, redoxon diretamente no bico da ave e procure se orientar com o veterinário sobre a outra medicação.
  18. 2 likes
    Lindo casal! Estou meio enferrujado, mas acho que serão todos CB Arlequim (heavy ou light) e apenas os machos irão portar Pérola-Canela. Irá precisar fazer sexagem para saber o sexo.
  19. 2 likes
    Quando voce diz silvestre isso quer dizer que ela nao é domesticada? Rs desculpe a pergunta, mas eu nao tenho conhecimento nenhum sobre calopsitas.
  20. 2 likes
  21. 2 likes
    Boa tarde, pessoal! Abri um tópico, para mostrar meus futuros bebês. Sou “pai” novata de aves, mas acredito que estou indo bem. O que não falta aqui é carinho! Tenho um casal que está chocando, e o primeiro ovinho da dna. Psita foi botado no dia 22/06, então, acredite que se há ovos galados, meus netos podem começar a nascer a partir do dia 08/07 é isso mesmo? Como vejo se estão galados? (tempo que posso fazer e como fazer qdo eles estão fora do ninho) Até o presente momento temos 4 ovos, os pais começaram a ficar direto no ninho, se revezando entre dia e noite. Foi um presente para minha filha, eles já estavam namorando e aí instalei o ninho no viveiro. Essa é a primeira postura deles, o Calô é mais velho (Veio de um viveiro grande), mas acho q nunca foi pai e a Psita é a primeira com certeza, ela chegou aqui muito bebê. Estamos com medo pela saúde deles... Achamos q era muito nova, ela tem +- um ano, ele é mais velho... Não sei o que preciso fazer para facilitar a vida deles, como alimentar melhor ou até preparar para receber os babys... Um tanto qto ansioso! kkk Estou reforçando a alimentação deles com papa de ovo, deixando um pouco mais de ração e trocando todos os dias, colocando osso de Ciba na gaiola e 4 gotas de Hidrovit na água. Retirei frutas e verduras (elas comem muita couve), pois lí que alimentos que contém água, fazem eles beberem um pouco menos de água e como estou dando hidrovit na água, não quero q isso aconteça. Estou procedendo de forma correta? Segue algumas fotos do ninho, com os babys (ovinhos). Obrigado a todos pelas ajudas... Vou postando nesse tópico a evolução… Se alguém tiver algo para complementar, vão me ajudando… Até mais!
  22. 2 likes
    Na minha opinião não vejo problema algum vc dar esse alimento pq a saúde dá calopsitas não vem só do alimento e sim de um conjunto de atitudes como, o local, a higiene, enfim os cuidados necessário que uma ave presa tem que ter, fora da natureza, blz abraços e muito sucesso.
  23. 2 likes
    Gente, estava passeando pelo grupo que vende calopsitas e um rapaz postou a foto de uma calopsita mansa com 10 meses. Na hora que vi me apaixonei. Marquei de ir buscar amanhã. Ele acha que é fêmea e eu tb pelo perolado e tals. A mutação dela é Arlequim Pérola Canela, estou certo? O que acharam dela?
  24. 2 likes
    Aviso aos amigos que nasceu no dia 11 pela noite o primeiro ovinho!... Meu primeiro alienígena veio ao mundo! kkk Faltam 3 ovinhos, esta um fedor horrível aqui, mas a curiosidade nao me afasta... Nao sei ao certo se devo ou nao, tirar a casca do ovo que nasceu e se o fedor relacionando a algum ovo que nao esta bem... nao estou mexendo no ninho para nao atrapalhar a natureza, eles estão muitos agressivos. Outra duvida em relação a alimentação, alguém sabe se devo colocar algo a mais? Li que posso incluir ovo e espiga de milho, nao sei se cozido ou cru. PS: Desculpa os assentos, meu teclado desconfigurou
  25. 2 likes
    Filhotes criados na papa desenvolve mais lentamente. Vc já observou se ele tem alguma deficiência? Os pais podem ter visto. Não recomendo o uso do avitrim, o que vc pode fazer pra melhorar é dar a papinha num intervalo menor, a cada 90 min. se o papo estiver vazio.
  26. 2 likes
    @cilene1234 , o corante utilizado na Alcon Club é corante alimentício e nunca tive qualquer problema com ela. Já a Alcon Eco Club Periquito também tem corantes, porém são naturais como o urucum e a clorofila. Ambas são maravilhosas. @Lucas carlos a ração extrusada tem tudo que a ave precisa para o bom desenvolvimento e saúde delas. Tem vitaminas, proteínas, minerais e aminoácidos. Não precisa retirar as sementes da alimentação, podem continuar a comer, porem não deixe de dar extrusada. Há muitos casos de aves que somente se alimentam de sementes e apresentam problemas sérios de saúde como paralisação das pernas ( pela falta da metionina), bico crescendo sem parar, alem de encurtar a vida das aves.. Invista na extrusada, vale muito à pena.
  27. 2 likes
    no momento estou sem nenhuma psita mas estou arrumando tudo pegar duas se tudo der certo esse mês eu busco elas.
  28. 2 likes
    Bom diiaa gente! Vim mostrar como estão meus netos hoje. Todos enormes e MUITO bagunceiros! Aproveito também para dizer que hoje cedo vi um vídeo da Brena Braz ensinando a "fazer" um brinquedinho ultra legal com aquele rolinho de papel higiênico...corta em argolinhas e depois monta uma bola. Vocês já fizeram? Hahahaha....fiz duas logo pela manhã, coloquei uma em cada gaiola, eles não ligaram. Fui olhar agora pouco e páááhhh..estão na maiorrrr folia!!! Colocam e tiram do pescoço toda hora...é uma curtição vê-los brincar tão felizes!!!! O neto mais velho está com 55 dias, e a caçula com 49!!!
  29. 2 likes
    Bom dia, Aqui a uns anos o meu marido fez para as minhas calopsitas e agapornis um viveiro que ainda tenho mas foi feito em rede e madeira fiz separado as calopsitas de um lado e do outro os agapornis , agora neste momento só tenho dois casais de calopsitas e 7 casais de ring neck, por isso a minha opinião em relação ao seu viveiro ser feito em tijolo e cimento, não sei se será boa ideia, pois um dia se quiser alterar é mais difícil, pois hoje estamos com uma ideia e mais dia menos dia temos outra, mas se tem isso na ideia faça pois acho que deve ficar bem. Um abraço
  30. 2 likes
    Queeeeeeeeeeeeeeeeeerooooooooooooo!!!!! Seus filhotes são um mais lindo que o outro @Guilherme Carli!!!!! Da pra mandar um desse???
  31. 2 likes
    Pode ser estresse pela mudança de ambiente. Se for alguma doença com certeza pode transmitir para os outros. Separe do mesmo jeito, faça quarentena. Na duvida consulte com Veterinario.
  32. 2 likes
    Boa noite!. Realmente você está certa: Repolho, acelga e alface causam amolecimento das fezes. Não indicado para as aves. Existe a polêmica da semente de girassol, mas aboli da alimentação. Na verdade a extrusada nada mais é do que sementes trituradas e processadas em forma de ração. Os veterinários aconselham somente extrusadas, mas aqui ainda mantenho o mix de sementes também, porém sem as sementes de girassol.
  33. 2 likes
    Obrigada pelas dicas @LRVN e @Alexandro. Ela está muito apegada já. Linda, como sempre.
  34. 2 likes
    @joao_victor_thor manter uma ave assim...sem um companheiro da espécie e bem dizer zero companhia humana, é judiação. Como o amigo @ItaloES disse, calopsitas não gostam de ficar sozinhas, aliás, qual ser vivo gosta né ? Converse com seus pais, é nossa obrigação cuidar e fazer o possível para oferecer o melhor às nossas estimações. Caso não dê em hipótese alguma de adquirir uma outra ave, e visto as suas ocupações, o que faz com que você também não dê a atenção devida à ele, poderia pensar no caso de doar a calopsita para algum amigo seu (que cuide de maneira correta é claro) e dessa forma, você poderá revê-la sempre que quiser.
  35. 2 likes
    meu amigo calopsita e ave q nao gosta de ficar sozinha uma companheira seria uma solução tenho duas em casa quando eu e minha esposa saimos eles ficam brincando um com o outro quando eu e minha esposa estamos em casa e eles nao estao cuidando dos filhotes deixamos eles sair e ficar com a gente
  36. 2 likes
    As sementes você pode deixar à vontade sim, só evite a de girassol. São venenos para as aves! Ofereça moderadamente...eu diria que umas 10 no MÁXIMO por semana. Em relação aos outros alimentos, é assim mesmo. Não sabemos como ela foi criada mas provavelmente não tinha o hábito de comer frutas e legumes. Calopsitas são curiosas, uma hora ela vai acabar experimentando. Escolha uma fruta e ofereça ela todos os dias por uns 15,20 dias. Folhas verdes ela também não se interessou? Aqui os meus são loucos por couve, almeirão e catalônia.
  37. 2 likes
    pode sim ser fêmea e é lindos Parabéns , o macho pode cortejar fêmea e macho , aqui em casa tenho um gayzinho , não pode ver um macho que vai atrás com as asinhas de coração kkkk , pode ter a fêmea oq for , ele vai no macho .
  38. 2 likes
    Chegou o exame de sexagem do meu silvestre. Resultado é um macho
  39. 2 likes
    Curta bastante esses momentos, o tempo voa e o desenvolvimento deles é ultra rápido. Parece que meus netos nasceram ontem e hoje já estão quase do tamanho dos pais . Boa sorte com o pequeno!!!
  40. 2 likes
    Bom dia pessoal, vim dar notícias! Por aqui as coisas andam às mil maravilhas...as crianças já estão comendo bem sozinhas, mas ainda assim choramingam o dia todo para os pais os alimentarem hahaha. Ontem tirei o ninho do viveiro, o primogênito está com 44 dias de vida e a caçula com 38. Todos estão empoleirando e voando pelo viveiro...embora o espaço não seja tão grande. Por isso, decidi construir um viveiro aqui em casa . Já estava quase fechando negócio para comprar outros dois viveiros da Gaiopar...mas, como tenho espaço de sobra aqui, decidi investir num muito maior que dê de fato, para eles voarem à vontade. Por esse motivo também não cortei as asas de nenhum...e assim ficarão até que o viveiro esteja pronto. O pedreiro virá essa semana fazer a marcação e passar o orçamento. Estou muito feliz! . Vou postar a foto do espaço que ele será construído. Estou com algumas dúvidas, mas vou postando aos poucos para quem puder, me ajudar! Enfim, como disse...tirei o ninho do viveiro deles ontem, e coloquei por precaução um pote com serragem caso algum ainda quisesse dormir lá dentro...mas, não deu muito certo, pensaram que fosse um brinquedo novo e divertiram horrores bicando e empurrando o pote pra lá e pra cá. Ontem estavam todos muito alegres e descontraídos juntos com a vovó babona aqui ao som de João Neto e Frederico hahahhaha....pura festa! Esse é o espaço que o viveiro será construído... Tá meio bagunçado e sujo porque estávamos fazendo uma reforma aqui... Vai ficar mais ou menos como o desenho. Pensei em fechar a parte de trás com alvenaria, e nas laterais e na frente, vou colocar toldo retrátil. Pelo que vejo, o pessoal costuma colocar piso no chão até mesmo para facilitar de acompanhar as fezes...mas, tem algum problema se eu deixar na terra? Acho que eles vão gostar de ciscar, e futuramente penso em plantar grama. Outra dúvida, qual é a tela própria para viveiros de calopsita?? Obrigada a todos e um excelente domingo!
  41. 2 likes
    Aqui deixo o meu lacewing de cabeça amarela com 26 dias, está a comer 3 vezes ao dia, vai ser cá um matulão, apesar de não saber se é macho ou fêmea. um abraço
  42. 2 likes
    Olá! comprei essa calopsita há 1 mês e me falaram que ela tinha 2 meses e que era macho, portanto hoje ela deve ter uns 3 meses e gostaria de saber qual a espécie dela e qual seria o sexo, pois eu achava que era cara branca e macho mas as pontas da cauda são amarelas e listradas então fiquei confusa! obrigada!
  43. 2 likes
    Olá, não da pra saber o sexo pois também tenho uma cara branca e preciso fazer a sexagem Sabe-se que a sexagem dá 99,9% de ctz de saber o sexo, tem lugares que fazem de graça mas ainda desconheço.
  44. 2 likes
    Vem a passeio em governador Valadares e compre albina por 100. Silvestre aqui é 40.
  45. 2 likes
    To falando...to falando...to falando...o negocio é complicaaaaado...minha cabeca chega sai fumaça lendo os post de vcs...kkkkkkkkk
  46. 2 likes
    Os mais entendidos do assunto que me corrijam se eu estiver errado, mas pelo pouco que sei a fêmea não tem como portar "albino". Porém um macho "albino" e uma fêmea cara branca são capazes de ter filhotes fêmeas "albinas".
  47. 2 likes
    @Tarcizo juniorComo já tinha explicado em outro tópico aqui do fórum... A mutação Cara Branca Lutino, conhecida também como Albino, é uma combinação das mutações Cara Branca e Lutino. Desse cruzamento surge a calopsita branca com olhos vermelhos... Para obter filhotes Cara Branca Lutino (albinos), veja as combinações possíveis: Pai CB Lutino x Mãe CB Lutino filhotes CB Lutinos (machos e fêmeas) Pai CB Lutino x Mãe CB filhotes CB Lutinos (fêmeas) Pai CB e portador de CB Lutino x Mãe CB Lutino filhotes CB Lutinos (machos e fêmeas) Para que uma calopsita Lutino (tanto M quanto F) possa gerar filhotes CB Lutino, deverá portar a mutação Cara Branca... Pai CB x Mãe CB Lutino não nascem filhotes CB Lutino
  48. 2 likes
    @Rafaela Gasbarra, espero que não seja nada sério, mas quando minhas nenéns começaram a vomitar tive que ir correndo com elas ao veterinário. Supostamene foi intoxicação e elas tomaram 1 gota de mercepton ao dia, porém teve outros fatores complicantes e a história foi longa. Se o seu bichinho não melhorar, leve ao veterinário... Em calopsitas, tudo é muito rápido e agir com cautela e rapidez é essencial para salvar a vida de seu bichinho.
  49. 2 likes
    Muita das vezes o papel de fundo branco acaba valorizando mais a situação do que ela realmente exige. As fezes estão normais com coloração verde escura e consistente, mas essa água em volta está um pouco em demasia. Tem que analisar o que elas estão comendo, pois alimentos ricos em água podem causar esse disturbio. Minhas aves quando comem pepino ou milho lavam o fundo da gaiola, algumas verduras também podem causar isso. Se fosse comigo eu faria um parasitológico completo para verificar se está tudo bem com elas, pelo menos esse exame é necessário fazer todos os anos. Como elas são novas com você aproveite e faça os exames de clamidia, salmonela e micoplasma que saem barato. Eu fiz esse final de anos e gastei 124,00 , pelo menos fico tranquila. Se for gastar com consulta pagaria em torno de 100 reais, então vale a pena fazer os exames e ficar tranquilo. Você pode fazer um único exame para as duas. Quanto a mutação para mim não é reversa e sim cara branca. Pelo que pude observar a pigmentação (melanina) está fora dos limites da asa, contornando e por baixo, as costas não deu para ver e uma reversa possui melanina somente nas asas e o restante do corpo é totalmente ausente de pigmentação. Próximo dos olhos também tive a impressão de ver um leve acinzentado. Independente de ser ou não elas são líndissimas, parabéns pela escolha e aquisição
  50. 2 likes
    Segundo alguns criadores nos dois primeiros dias de vida a calopsita bebê não é alimentada pelos pais, pois já nascem com uma reserva de alimento obtida dentro da casca do ovo, mas eu por prudencia no segundo dia já ariscaria a dar um pouquinho para ele não morrer de inanição. Você pode tentar colocar o ninho na gaiola para ver se os pais aceitam ele, mas deixe com a tampa aberta e com a luz acesa sobre ele e coloque bastante maravalha da mais fofa para manter a temperatura do corpo dele. Se for o caso nos primeiros dias coloca um pano que aquece mais, depois você troca por maravalha. Caso os pais não aceitem dai você separa e continua fazendo tudo isso. Segue a tabela de alimentação abaixo, lembrando que nos primeiros dias de vida o filhote não abre o bico, então com seu dedo abra delicadamente o bico dele e injete muito devagar a papinha. Os primeiros dias de vida são primordiais, caso ele sobreviva ficará bem e depois tudo será mais fácil. Não deixe ele sem alimentação, pois muitos filhotes morrem por inanição devido a falta de alimento. Não se esqueça de oferecer sempre morna a papinha. 3º e 4º dia: 0,5 até 1,5 ml a cada 2 horas 5º até 7º dia: 1,5 a 3 ml a cada 2 horas 8º até 15º dia: 3 a 5 ml a cada 3 horas 16º até 20º dia: 5 a 7 ml a cada 3 horas 21º até 28º dia: 7 a 9 ml a cada 4 horas 29º até 35º dia: 9 a 13 ml a cada 4 horas 36º até 42º dia: 9 a 13 ml 3 vezes ao dia 43º até 49º dia: 8 a 10 ml 1 vez de manhã e 1 vez a noite 50º até 70º dia: 5 a 8 ml 1 vez a noite
This leaderboard is set to São Paulo/GMT-03:00