Quadro de Classificação


Conteúdo Popular

Showing content with the highest reputation since 20-03-2018 em todas as áreas

  1. 6 pontos
    Bom dia, amigos do fórum. Hoje faz 1 semana que minha ave está comendo só ração extrusada, foram meses difíceis de insistência, mas consegui. Pesquisei muito sobre essa mudança e tentei relatar como foi comigo, pois quando eu estava no processo de mudança, o que me ajudou muito foram os relatos que li, portanto; Aqueles que interessarem, depois de muito estudo e pesquisa, vou dar meu relato. _____________________________________________________________________________________________________________________________________ Comprei minha calopsita em janeiro de 2018, comendo apenas sementes, mais precisamente comia apenas alpiste. Durante 1 mês e meio fiquei misturando ração com semente pra ave entender que aquilo que eu estava introduzindo pra ela, era também um alimento. Pois acredite, se você bruscamente trocar a semente pela ração a ave não vai comer por entender que aquilo não é um alimento, e pode até morrer de fome! De forma alguma faça isso! Eu mesmo tentei fazer isso nos primeiros dias, retirei a semente com 1 semana misturando. Resultado? Minha ave ficou quase 2 dias sem comer, no fim do segundo estava fraquíssimo, encorujado. Tomei um susto tão grande que acabei botando toda a semente pra ele e pensei em desistir de mudar. Esperei a poeira baixar um pouco, e resolvi voltar a misturar alguns dias depois. Desanimado, durante esse período de 1 mês e meio, diariamente eu jogava alguns grão de ração pelo chão pra ele ir bicando, até botava alguns grão na minha boca, na frente dele, o que gerava interesse na hora. Ele precisa entender que aquilo é um alimento e nada melhor ver alguém que ele confia, comer aquilo. Depois de 1 mês e meio prometi a mim mesmo que não compraria mais sementes e quando o último saco acabasse, seria o dia D... O dia de ele comer só ração estava próximo. Afinal, eu já estava misturando e já via ele comer alguns grãos de ração há quase 2 meses. Acabou a ultima semente do pacote, foi aí que o filme começou. Ele gritava, corria de um lado pro outro, se debatia, ficou em alto nível de estresse. Nem cogitava comer a ração que estava ali. Eu, pronto pra desistir(odeio ver meu bicho sofrendo), aguentei firme, pois tinha convicção que ele sabia que era alimento. Durante todo esse dia que ele ficou sem semente, eu dediquei pra ele. Colocava ração no dedo e oferecia direto no bico dele, colocava um pouco em minha boca, fingia que estava comendo no pote dele. E acreditem, tudo isso ajudou muito. No primeiro dia ele não comeu muito, comeu apenas nas vezes que eu ia lá oferecer pra ele. Contudo, como ele comeu algo, eu sabia que de fome ele não morreria. No segundo dia ainda acordou com fome, gritando muito, mas já arriscando dar umas beliscadas ''ferozes'' no pote. Durante o segundo dia, ele ficava chamando minha atenção, dizendo que aquilo que tava no pote não era comida, mas como a fome falava maior, acabava tendo que comer um pouco. Ao fim do dia eu acabei indo a uma festa, quando voltei e analisei o papo dele, estava cheio de ração. Foi uma sensação ótima, eu havia lutado muito pra isso. E finalmente ele tinha comido muita ração. A partir daí não teve mais volta, ele começou comer normalmente, acredito que aceitou a ração. E sou suspeito a falar que gosta muito mais do que as sementes, pois a ração gera saciedade e ele não fica mais comendo o dia inteiro como antes. Sem contar também no valor nutricional que supre 100% da necessidades do animal. (e a sujeira então, nem se fale) Dicas que eu dou para aqueles que assim como eu, optaram pela mudança. 1 - Não remova a semente de um dia pro outro, lembre-se que quando você era criança você preferia passar fome do que comer algo que você não gostava. Com a ave não é diferente. 2 - Durante o período que você está misturando, incentive ele com a ração diariamente. Jogue ração no chão, coloque um pouco em seus lábios e ofereça pra ele(vale tudo pra quem quer), se precisar até coloque alguns grãos na boca. (só evitem contato da sua saliva com a ave, pois nossa boca é repleta de bactérias nocivas, porém moderadamente não vai matar a ave) 3 - Respeite o tempo do animal. Aves não são robôs, são animais. Não existe uma regra pra todos os animais, existe métodos que funcionam em maior parte. Seu animal pode não se enquadrar nesse relato. 4 - Conheça seu animal. Saiba quais são os limites dele, saiba quando você está estressando ele, saiba quando ele grita de fome ou de manha. 5 - Marque o dia da retirada. Após todo o período de adaptação é preciso remover a semente de uma vez. Se você continuar misturando pra sempre, ele vai escolher só a semente. Tenha coragem! Se você fez um bom trabalho, ele irá comer. 6 - Escolha uma ração mais fácil de adaptação. Eu aconselho a Megazoo PM-13. Não vende aqui na minha região, eu acabei comprando online. O cheiro dela é muito bom, os grãos são pequenos, creio que minha ave goste muito. 7- Ofereça outro tipo de alimento pra ele desviar um pouco o foco só das sementes e ração. Eu dei couve, brocolis, rúcula. Esse é meu relato. Tentei frisar todos os pontos que eu procurava quando eu estava no processo de mudança e reuni pra vocês. Qualquer dúvida, estou a disposição. Espero que gostem! Um forte abraço. Segue um GIF do protagonista deste relato. hehe
  2. 5 pontos
    Olá amigos, Tenho um casal de calopsita, lindos e apaixonados. Depois de tanto eu relutar estão na segunda ninhada, ela botou 5 ovinhos e 4 estão galados. Domingo nasceu o 1° filhote, o segundo ovo é o que não está galado e o terceiro deve nascer a partir de sexta feira agora dia 13. Na primeira ninhada eu tinha bastante espaço e eles tinham um ninho dentro de um viveiro, tiveram 6 filhotes! Isso foi em 2013, depois disso acasalavam quase todos os dias e nada de ovo. Mas agora não deu pra segurar a vontade... comprei o ninho e coloquei dentro da gaiola deles. Depois tiro foto para vcs. No mais tudo correndo bem! Segue a foto do filhotinho!!! Amanhã posto mais vou.dando notícias.
  3. 4 pontos
    Bom dia! Continuamos crescendo, pouco, mas crescendo!
  4. 4 pontos
    Vim aqui compartilhar com vocês a história da minha calopsita ela é muito mansa eu posso pegar ela de qualquer jeito ela nem liga Ela dorme na minha cama ela é muito manhosa ver as fotos dela
  5. 4 pontos
    Nasceu meu primeiro netinho... ovinho com 18 dias.
  6. 4 pontos
    CALOPSITA ENCONTRADA !!!! Uma calopsita com anilha, branca e bege foi encontrada na sacada de um apartamento do meu prédio, na Vila Clementino, imediações da Rua Sena Madureira. Deve ter fugido de um local próximo. Ela está bem e estou cuidando dela até que o dono seja encontrado.
  7. 4 pontos
    Olha eles aí gente!!! @GabrielEger
  8. 4 pontos
    Hoje consegui uma foto dos filhotes kkkk Os pais estão começando a sair mais do ninho agora. O mais velho é arlequim pérola cb, o segundo parece ser pérola cb e o mais novinho parece pérola. @Leandro França
  9. 4 pontos
    Postando a foto de hoje!!!!! Os pais voltaram firme no processo de alimentar os pequenos! Desde de ontem a noite não sei papinha pra ele e olha o papo como está!
  10. 4 pontos
    Gentilmente enviado pelo nosso amigo Luis Otávio: Oi pessoal, tudo bom ?Muitas vezes membros do fórum perguntam sobre o sexo da sua calopsita, é um assunto bastante discutido, tentando ajudar vocês a tirarem suas dúvidas, resolvi fazer esse tópico, espero ajudar, vamos lá...Sempre a mesma pergunta, qual o sexo da minha calopsita ? tem como saber o sexo da minha calopsita ?Uma maneira de saber o sexo das calopsitas é pela mutação, algumas possuem diformismo sexual quando a calopsita faz a primeira muda de penas aos aproximadamente 4 ou 5 meses de vida, seu fenótipo é alterado, são as seguintes mutações :- Cinza Silvestre, quando filhotes machos e fêmea são iguais, vejam :dois filhotes cinzasApós a primeira muda de penas, machos pintam a face e fêmeas continuam com a face cinza, foto abaixo :macho da direita e fêmea a esquerdaCanela, mutação semelhante à cinza, porém com um tom bem claro, canela mesmo, quando filhotes machos e fêmeas são iguais também e depois de adultos, se diferenciam, vejam :A mutação Cinza Cara Branca, possui o mesmo diformismo que os Cinza Silvestre, vejam :quando filhotes são iguais machos e fêmeasE depois de adultos, os machos pintam a face, de branco, e as fêmeas continuam com ela cinza.macho a esquerda e fêmea a direitaOutra mutação que conseguimos saber o sexo pelo fenótipo é a Pérola, quando filhotes são todos iguais também, como na foto abaixo : Após a primeira muda, machos começam a perder o perolado, ficam com a face amarela e o corpo todo cinza, somente as fêmeas mantêm o perolado, na foto abaixo dá pra ver bem um macho pérola perdendo o perolado, resquícios brancos nas costas são o que restam do perolado que foi tomado pelo cinza, vejam :macho a esquerda e fêmea a direitaIsso ocorre com todas as variações da mutação pérola, veja abaixo com os Pérolas Cara Branca :macho perdendo o perolado fêmea que mantêm o peroladoE com os Pérolas Canelas, como já disse os filhotes são todos iguais e depois da primeira muda somente as fêmea mantêm o perolado,quando machos, ficam com o corpo todo canela e somente a face amarela.esse é um filhote Pérola Canela nascido em casa.essa uma fêmea também Pérola Canelaesse um suposto macho da mutação, repare que em algumas partes o perolado parece perder pro tom canela.O canto também pode indicar o sexo das calopsitas, no caso, ao ver uma calopsita cantar seria um macho, há algum tempo isso era uma regra, porém começou a aparecer casos de fêmeas comprovadas por exame de DNA cantando, um canto não tão perfeito como dos machos, a partir daí acabou virando confusão, não dá mais pra acreditar.A mutação Lutino é uma mutação sexo - ligada, ou seja, fêmeas não portam e por esse motivo costuma-se dizer que aves dessa mutação tem 75% de chance de serem fêmeas.calopsita lutinoEm alguns cruzamentos também é possível saber o sexo dos filhotes nascidos, mas cada caso é um caso.e além de tudo nada é certo ...certeza do sexo em si, somente pelo exame de sexagem (DNA), o exame é bem simples e não custa mais que R$ 12,00 por ave, basta acessar o site de um dos Laboratórios, os passos são :1º - faça seu cadastro ;2º - solicite o kit coleta de penas para o exame de sexagem;3º - pague o valor;4º - basta aguardar, ao chegar o kit, é necessário arrancar 6 penas do peito da calopsita e enviar para o laboratório, dentro de alguns dia sai o resultado online e já pode conferir pelo site.*fotos retiradas do google e algumas minhas.Bom é isso, espero que todos entendam e que seja de grande ajuda !Abraço !
  11. 4 pontos
    Oi galera; resolvi postar aqui, espero que, qualquer problema o(s) moderador(es) possam mover esse tópico para a sessão de artigos. Mas minha mãe e eu vimos que muitas pessoas não sabem como arrancar uma pena quebrada, e muita gente aqui anda perguntando como... Às vezes demora-se para responder as perguntas.Da primeira vez que uma psita nossa quebrou as penas, também entrei em pânico... Saí correndo até um veterinário às 8 da manhã, sozinha, de táxi, com o Shade na mão... Só depois aprendemos que é bem fácil.Resolvi fazer uma espécie de tutorial, com algumas fotos e desenhos para ajudar. Espero que seja útil.1) Pena quebradaGeralmente acontece por causa de pânico noturno; pode ser um pesadelo que a ave tem, ou uma que esbarrou na outra no poleiro dentro da gaiola, um vento, um inseto, qualquer coisa. Outras vezes o passarinho pode estar treinando vôo, fazendo exercício, bate a asa e quebra a pena.Na maioria das vezes são as penas da asa; penas do peito, cabeça e costas são flexíveis e normalmente não quebram. Pode acontecer com a pena do rabo, mas nesse caso só na raiz da pena.Aparência:Pena de sangue: Créditos da imagem: NCS-EUA (National Cockatiel Society)Essa é a diferença entre uma pena normal e uma pena de sangue.O canhão de sangue é na verdade a base da pena nova. Depois de pronta, ela só fica com a pontinha da raiz com sangue. Ela nasce como uma agulhinha na pele e vai crescendo, a ponta abre e surgem as pluminhas, depois o canudo de sangue seca e vai descascando até que a pena esteja completa. As penas "secas" que caem quando as calopsitas entram na muda, são penas que perdem o sangue da ponta e desprendem da pele para deixar novas nascerem. Todas as penas nascem com canhões de sangue, mas só as da asa e do rabo ficam com o sangue na raiz depois de crescerem.Pena quebrada:Às vezes você vai achar gotas de sangue no chão da gaiola, às vezes, uma pena quebrada. Examine bem a pena para ter certeza de que ela está inteira. Senão, vai ter que olhar as asas de todas as suas calopsitas/passaros para achar de quem era a pena. Quando a pena quebra e cai, normalmente há bastante manchas de sangue na asa."Kit" Pena Quebrada:O que você vai precisar para arrancar uma pena:1) Um alicate de bico fino, bem limpo ou até esterilizado. Lavo o meu com água e sabão, depois passo água oxigenada, álcool e enxaguo.2) Algodão ou cotonetes e soro fisiológicoCaso você precise limpar a asa para enxergar melhor a pena quebrada, limpe o local com um algodão ou um cotonete umedecidos com soro fisiológico.3) Pó hemostáticoDesses que se compra em farmácia, é pó de pedra hume e serve para parar sangramentos pequenos.Muita atenção com esse: é muito bom em caso de pena quebrada, mas nunca use em feridas grandes ou em patas, pernas e pés, porque pode causar problemas. Use somente para penas quebradas.Como usar: Caso o lugar onde a pena está tenha muito sangue, coloque umas pitadas de pó e aperte bem de levinho, pode esfregar um pouco para que enter embaixo das penas. Caso contrário, pode ser difícil encontrar a pena quebrada no meio do sangue.Espere alguns segundos e limpe o lugar com um algocão úmido com soro fisiológico para procurar a pena quebrada.Use o pó hemostático também depois de arrancar a pena. Mesmo quando se arranca o canhão inteirinho, há um pouco de sangue onde a raiz da pena estava."Como arrancar:1) Encontre a pena quebradaPrimeiro procure quem está com a asa machucada, se você tiver mais de uma calopsita. Segure-a firme mas sem apertar e abra a asa dela gentilmente, na direção normal de abertura dela. Nunca abra a asa da sua calopsita puxando ela para trás; sempre abra a asa de lado, paralelo ao corpo dela.Depois de achar a asa quebrada:Você vai precicar de um ajudante nessa tarefa; não adianta fazer sozinho, simplesmente porque não há como segurar a calopsita e arrancar a pena.Peça para seu ajudante segurar o pássaro de frente para você, com a barriga virada na sua direção e a cabeça para cima. A pessoa deve abrir a asa com sangue, onde estará a pena quebrada. Tenha certeza de que a pessoa está segurando o passarinho e a asa formes, sem forçar nada, senão eles podem se mexer enquanto você arranca e pode machuca-la mais ainda.Puxe as peninhas menores para os lados para encontrar a pena quebrada. ela vai estar com uma marca vermelho vivo no canhão, às vezes com arranhões pequenos.2) Segure firme com o alicateSegure a pena com o alicate, posicionando o bico do alicate acima da fratura do canhão. Nunca coloque o alicate embaixo do lugar com sangue, ou você pode quebrar a pena mais ainda e provocar um sangramento ainda pior.Essa foto é de algumas penas que caíram da asa do Nenê na noite de natal. Elas caíram inteiras, algumas outras quebraram e tivemos que arrancar. Estas três penas eram paralelas, todas da mesma asa e do mesmo lugar. Sempre guardei algumas penas das mudas dos nossos passarinhos; usei estas para mostrar como segurar a pena:3) Arranque a pena Deve-se puxar a pena na direção do crecsimento dela, como no desenho acima. Nunca puxe a pena para cima ou para os lados; sempre puxe para baixo. Segure firme com o alicate no canhão da pena e puxe de uma vez, bem rápido. Que nem puxar cera de depiação, hehe.Se você puxar devagar o canhão pode romper, e se puxar na direção errada, só vai machucar a pele da asa.Depois de arrancar, coloque algumas pitadinhas de hemostático no lugar em que a pena estava, e esfregue de leve para que o pó entre embaixo das penas. Assim o lugar da raiz do canhão não irá sangrar.Devolva sua calopsita na gaiola e aguarde alguns minutos, para ter certeza que ela está bem. Ele/Ela vai estar bem irritado, por causa do stress de arrancar as penas. Depois provavelmente vai se coçar um pouco e ajeitar as penas, e depois vai continuar o que estava fazendo.Bem acho que é isso, se esqueci de algo ou errei alguma coisa por favor me digam que arrumarei! Qualquer dúvida é só perguntar espero ter ajudado. Texto original da @Eollica, que gentilmente escreveu o guia e fez os desenhos.
  12. 4 pontos
    Em que aspectos a genética ajuda na criação?Os criadores de Calopsitas e/ou Psitacídeos de forma geral, dominando esta ciência, poderão melhor entender o que acontece em seus criadouros e optarem, com maior êxito, na seleção de matrizes objetivando avanços na produtividade e principalmente, na elevação do padrão técnico dos pássaros. Enfim a genética nos auxilia até na sexagem das aves. Definição:Genética é o ramo da Biologia que estuda a transmissão das características físicas e biológicas de uma geração para a seguinte, sendo considerada a ciência da hereditariedade. Essas características são armazenadas em estruturas especiais denominadas genes.Alguns termos utilizados frequentemente em genética:ZIGOTO: É a célula formada da união do gameta masculino (espermatozóide) e feminino (óvulo) que dará origem ao novo filhote.GENÓTIPO: É o conjunto de genes que definem a formação de todas as características do indivíduo. É o seu patrimônio genético.FENÓTIPO: É a aparência externa do pássaro. O Fenótipo depende dos genes que o pássaro possua em seu genótipo, mas também de uma série de outros elementos como: alimentação, ambiente, luz solar, etc.GENE: Elemento do cromossomo que condiciona a transmissão e a manifestação dos caracteres hereditários. A Transmissão Genética: A reprodução dos psitacídeos é sexuada, sendo o casal (pai e mãe) responsável pelas características do seu filho. É no ato da fecundação do óvulo pelo espermatozóide, que o zigoto se forma e recebe todas as informações dos pais que, em conjunto, definirão o Genótipo e a base do Fenótipo do pássaro a ser formado. As Mutações: Cinza ou Normal (Normal Grey): Essa é variedade selvagem original, que se encontra na natureza, com o corpo cinza e a bordas das asas brancas. Os machos tem a crista e a cabeça amarela, a fêmea é cinza amarelado com a cabeça cinza. Ambos têm na cara manchas arredondadas na cor vermelha, sendo que as fêmeas tem o tom de vermelho mais suave. A cauda do macho é totalmente negra, já na fêmea intercala negro com amarelo na parte de baixo. Em ambos os sexos, os olhos são marrons e o bico cinza escuro, pernas e pés, cinza escuro. (http://www.clubedascalopsitas.com.br)Foi a beleza de suas cores suaves que despertou no Homem o desejo de tentar reproduzi-lo em cativeiro, onde ocorram, aleatoriamente, inúmeras Mutações, isto é, modificações genéticas, que foram percebidas e fixadas pelo homem... Esta fixação no patrimônio genético da espécie, foi obtida através de cruzamentos entre pais e filhos, permitindo as variações belíssimas de cores e raças que hoje existem.Para melhor se informar mais sobre as mutações: http://www.clubedasc...+calopsitas.phpA mutação ocorre quando existe alteração em um dos genes, modificando algumas características esperadas nos filhotes. Quando ocorre uma mutação o gene passa a existir de duas formas distintas: -forma original (características já existentes)-forma mutante (nova característica)Exemplo 1:De um casal de Selvagens (Cinza ou Normal) nasceram filhotes Selvagens e Canelas. Observa-se que alguns filhotes possuem a característica esperada, ou seja, a cor Cinza. Os filhotes Canelas nasceram com características modificada, ou seja, a cor Canela, que, portanto, é uma mutação.Algumas informações para cores estão ligadas à informação do sexo que os pais transmitem ao filhote que neste caso, são chamadas de cores sexo-ligadas. Porém, outras estão livres da informação sexual, sendo elas Dominantes e Recessivas. Conhecendo Melhor os Tipos de Mutações:Enfocarei aqui a ciência de uma forma prática, sem me ater à complexidade das fórmulas genéticas e às análises mitológicas, que se fariam necessárias para maior aprofundamento no assunto. As Mutações Sexo-ligadas:Existem várias mutações de cores que se encontram ligadas à informação sexual, são elas: Lutino, Canela, Pérola, Cara Amarela...Nas mutações sexo-ligadas, quando os exemplares machos possuem certa mutação em seu patrimônio genético, podem se comportar de dois modos distintos:1-mostrando a mutação em seu fenótipo: neste caso são mutantes.2-não mostrando a mutação em seu fenótipo: neste caso são chamados de portadores.No primeiro caso, eles são chamados Homozigotos, possuem uma única informação genética. No segundo caso, eles são ditos Heterozigotos, pois possuem duas informações: uma original que prevalece no fenótipo e a outra mutante que fica escondida no genótipo.Atenção: As fêmeas deste grupo só podem apresentar a mutação em seu fenótipo, não podendo ser portadoras de qualquer destas mutações. São chamadas, por isto, de Hemizigotas, pois só recebem informações para cores sexo-ligadas fornecidas pelo pai. Estes termos utilizados acima podem ser melhor entendidos, lembrando o significado dos prefixos gregos usados para formulá-las:-Homo = igual;-Hétero = diferente;-Hemi = metade.No exemplo 1 anteriormente citado, o Macho Cinza Silvestre seria Homozigoto (não portanto nenhuma cor) se tivessem nascido somente filhotes Cinzas e/ou Silvestre. Porém, como nasceram filhotes Canelas, ele é dito Heterozigoto (portador de outra cor), ou seja, é um Cinza Silvestre portador de Canela.Quando uma cor se manifesta no Fenótipo “escondendo” o efeito de outra cor, ela é dita Dominante. A cor que ficou escondida é dita Recessiva (ou seja, dominada). Concluo que, para uma cor recessiva aparecer no fenótipo das aves, existe a necessidade desta estar em dose dupla no genótipo (informação fornecida pelo Pai e pela Mãe), porque se assim não for, ela ficará escondida pela cor dominante que estiver presente.Atenção: Todas as mutações sexo-ligadas são recessivas.Ainda em relação ao exemplo 1, podemos afirmar que os filhotes Canelas que nasceram são fêmeas, pois para que nascessem Machos Canelas, seria obrigatório que a reprodutora fosse Canela. Isto ocorre porque, quando a mutação é sexo-ligada, para que nasçam filhotes machos com fenótipo mutante, é obrigatório que esta informação genética seja transmitida pelo pai e pela mãe.Obs: Qualquer mutação recessiva sempre se comporta do mesmo modo, descrito acima. As Mutações Recessivas:A mutação é dita recessiva quando se faz necessário que ambos os progenitores sejam ou portem mutação recessiva, para que possam obter filhote da mesma mutação. Isso acontece porque a cor selvagem é sempre dominante em relação à mutação recessiva. São exemplos de mutações recessivas: Arlequim, Cara Branca, Fulvo, Pastel, Esmeralda, Prata Recessivo...A diferença chave entre a Recessiva e Sexo ligado, é que na sexo ligada basta você ter um exemplar macho para tirar filhotes fêmeas iguais ao pai e apenas os machos escondem / portam mutações, já nas mutações recessivas tanto macho quanto fêmeas portam/escondem mutações.Vamos ao exemplo? Exemplo 2: De um determinado casal MACHO INDEFINIDO x FÊMEA LUTINO, tivemos a seguinte ninhada: Filhote 1: Cinza SilvestreFilhote 2: LutinoFilhote 3: Arlequim CinzaCom Base que no que já foi dito ate aqui poderíamos tirar algumas informações sobre esse casal, vamos lá? 1° Como saiu filhotes Cinzas obrigatoriamente o macho tem que ser Cinza2° Opa, saiu um filhote Lutino e lutino é uma mutação sexo ligada, portanto o macho obrigatoriamente tem que PORTAR ou SER LUTINO, como tivemos filhotes Cinzas, obrigatoriamente esse macho em questão ESCONDE/PORTA a mutação3° NOSSA e agora saiu um Arlequim Cinza, como vimos se nasceu um filhote Arlequim obrigatoriamente o Macho ou PORTA Arlequim ou é Arlequim e que a Fêmea também tem que PORTAR Arlequim já que a mesma é LutinoResumindo, apenas com os filhotes desse casal chegamos a conclusão que:Obs: Lê-se / Portador deMacho: Cinza / Lutino e Arlequim ou Arlequim Cinza / LutinoFêmea: Lutino / Arlequim OBS: Para você ter um exemplar RECESSIVO através de cruzamentos na pior das hipóteses o macho tem que portar a mutação e fêmea também. As Mutações Dominantes:As mutações dominantes são aquelas que, quando cruzadas com animais standards, produzem descendentes na proporção de 50% standards e 50% mutantes. Ou seja, já na primeira geração nascem filhotes da mesma mutação de um de seus pais. Lê-se Standards para outras mutações seja ela recessiva ou sexo-ligada. São elas: Cinza Silvestre, Prata Dominante, Bochecha Amarela DominanteObs I: Uma calopsita nunca será portadora de uma mutação dominante, isto é, sua mutação é visível ou não. Obs II: Aves Dominantes podem PORTAR mutações Sexo-Ligadas e RecessivasExemplo3:Um casal - Macho Prata Dominante e Fêmea Silvestre tiveram 4 filhotes são eles:Filhote 1: Cinza SilvestreFilhote 2: Arlequim SilvestreFilhote 3: LutinoFilhote 4: Prata DominanteCom Base que no que já foi dito ate aqui poderíamos tirar algumas informações sobre esse casal, vamos lá? 1° Tivemos Filhotes Arlequim no cruzamento de dois dominantes e como já vimos para termos um recessivo no mínimo ambos os pais tem que portar a mutação, então tanto o macho como a fêmea PORTAM a mutação Arlequim2° Tivemos um filhote lutino, podemos afirmar que esse filhote é uma fêmea e que o pai PORTA a mutação lutino tendo em vista que é uma mutação sexo-ligada e na mesma fêmeas não portamEntão temos:Macho Prata Dominante / Lutino e ArlequimFêmea Silvestre / ArlequimAproveitando o mesmo exemplo 3 seria possível desse casal nascer APENAS Filhotes Cinzas Silvestres? Sim seria possível! Na genética a probabilidade incide sobre cada OVO, esse exemplo 3 as possibilidades desconhecendo o que cada ave PORTA seria:50% de chances de Filhotes Pratas Dominantes50% de chances de Filhotes Cinzas SilvestresSeria para a natureza como se a cada vez que a fêmea colocasse um OVO um dado contendo os números 1 e 2 fossem lançados, onde o 1 seria para que o ovo carregasse a mutação Prata Dominante e 2 a mutação Cinza Silvestre. Se jogarmos um dado de dois números quatro vezes existe uma probabilidade baixa de o mesmo numero se repetir por quatro vezes seguidas, assim funciona a genética.Assim encerro essa primeira parte sobre genética, volto em breve com noções de probabilidades de cruzamentos.Abraços.Marcus Maia.
  13. 3 pontos
    Beleza pessoal? Vim falar um pouco das minhas impressões sobre a nova ração da marca Reino das Aves: Extra Gold Calopsita Frutas. Vão aí os meus prós e contras. Claro, é uma avaliação minha, um criador amador (com um casal de calôs). PRÓS: Preço: Nesse quesito a ração está dentro da média, visto que o pacote com 400 gramas sai na loja virtual da marca por R$11,00. Comprei numa promoção do site, que ao comprar 2 pacotes, o frete saía por R$5,00 pra SP, MG, RJ e ES. Embalagem: excelente, igual a da MegaZoo, laminado por dentro pra impedir a ação da luz e com sistema abre fecha. Aparência geral: Ração com ótima mistura de frutas , na medida ideal. Sem nenhuma adição de corantes artificiais. Algumas rações em formato de coração são maiores,em coloração vinho. Essa coloração, segundo o fabricante é devido a presença de beterraba, ou seja, colorida com corante natural. É a ração mais cheirosa que já comprei. CONTRAS Tamanho dos grãos: infelizmente parece que a Reino das Aves se inspirou nos grânulos da Nutrópica, que são bem grandes, portanto não gostei disso. Além disso, as rações em formato de coração, são bem maiores, apesar de serem lindas. Textura dos grãos: Um pouco mais crocantes que os da Nutrópica. Minhas calopsitas não conseguem de forma alguma quebrar os grãos da Nutrópica, tentei 3 pacotes e nada. Hoje, awui em casa eu alterno entre Alcon e MegaZoo ( comem demais as 2). Já essa, eles comeram tanto a de coração , como os grãos normais. Ainda assim, vc vê pedaço de ração fazendo a"linha SuperMan", voando pra todo lado. Composição: Segundo a composição, vem com nucleotídeos e enzimas que ajudam na digestão e o aproveitamento dos nutrientes. Comparei a composição das vitaminas de MegaZoo, Alcon Club e Reino das Aves. Nisso a nova extrusada está muito bem, pois mostra as mesmas vitaminas e minerais das demais e a quantidade está na média, tendo mais de algumas vitaminas e menos em outras, mas sendo ainda assim de excelente composição. Seguem abaixo algumas fotos caseiras pra poderem comparar os grãos da nova ração com a Alcon Club que estou dando atualmente. Espero ter ajudado um pouco. Grande abraço!!!
  14. 3 pontos
    To tentando relaxar, parece que eu que vou ter os filhotes kkkk muito nervosa e preocupada com tudoo!
  15. 3 pontos
    @Alex Jamberci, na ordem: - Canela - Cinza Silvestre - Pérola Canela - Pérola - Cinza Silvestre - Cinza Silvestre (esses dois últimos ainda estão com os canhões, mas acredito que sejam Silvestres mesmo) Todos Cara Amarela, portadores de Cara Branca. Como sua fêmea apresenta Canela, os filhotes com essa mutação podem ser de ambos os sexos. Já os Pérolas serão fêmeas, pois é uma mutação sexo-ligada que o macho porta. Os Silvestres também podem ser de ambos os sexos, mas mais provavelmente machos.
  16. 3 pontos
    Vitamina não é remédio. Se a ave se alimenta bem, não precisa de vitamina. E o fato de ela, "aparentar" estar bem não significa que esteja bem. Eu tinha um Lutino que adorava ficar no meu ombro, mas não aceitava carinho. Brincava, cantava, se alimentava bem e as fezes estavam normais. Certo dia ele abaixou a cabecinha para que eu lhe fizesse carinho. Foi o suficiente para que eu o levasse imediatamente ao veterinário, mas nada mais podia ser feito. Pode ser que sua ave precise apenas readequar a alimentação ou que esteja passando muito tempo sem se alimentar. Se for fêmea, Setembro é o principal mês em que procriam na natureza, então as fezes costumam se alterar. Até mesmo períodos de stress alteram a consistência das fezes. Mas também pode ser que ela esteja bebendo muita água por estar com algum outro problema. Na pior hipótese, poderia estar com problema nos rins. Então, se a situação não se altera em 1 ou 2 dias, faça como os colegas disseram. Faça um check-up na ave e durma tranquilo. Não dá pra perder tempo tentando adivinhar o que ela tem, ou se tem algo. Não dá pra arriscar. Você tem essa companheira há anos e criou um vínculo afetivo. Não dê chances para o azar. O tempo não volta atrás.
  17. 3 pontos
    Me parece uma Cara Branca Canela. Se for macho, após a troca de penas o rosto ficará branco e o corpo canela. Se for fêmea, continuará como está. Caso ela tenha mais de 6 meses de idade, é uma fêmea.
  18. 3 pontos
    É macho, com certeza. Na natureza eles possuem esta cor, e as fêmeas são toda cinza, inclusive a cara.
  19. 3 pontos
    Olá pessoal Ontem nasceu o último filhote de três ovinhos, infelizmente os pais acabaram jogando um sem querer da gaiola kkkk Pela primeira vez saíram dois branquinhos, geralmente amarelos e um branco kkkk Sei que não vão ser albino kkkk pela mutação dos pais, quero que cresçam logo
  20. 3 pontos
    Oi gente! Minha primeira postagem aqui no fórum! Estou amando tudo que estou aprendendo e em especial as ideias do que podemos fazer em casa pros nossos penosinhos... Vim compartilhar o primeiro brinquedo que eu fiz, inspirado em ideias inclusive que vi por aqui no fórum. Tem selo de aprovação do Chiquinho...
  21. 3 pontos
    Boa noite, minha calopsita botou sete ovos em sua primeira postura, mas desses sete só nasceram até agora dois.. pois um (o primeiro) não estava galado, o segundo o filhote morreu dentro do ovo, o terceiro nasceu, o quarto nasceu, o quinto e o sexto estão para nascer e o último não desenvolveu.. segue as fotos dos dois que já estão lindos.. e detalhe os pais estão cuidando super bem.. estou muito feliz..
  22. 3 pontos
    Pra sair filhotes albinos o macho tem qe portar o cara branca e o lutino. Pra sua femea albina vc pode comprar outro albino, um cb que porte lutino, ou um lutino que porte cb. Se vc comprar um cb e ele não portar o lutino, não vem albinos. O msm pro lutino se n portar cb ,n vem albinos
  23. 3 pontos
  24. 3 pontos
  25. 3 pontos
    A postura foi nos dias; 1° - 27/05 2° - 28/05 Acredito que ainda não está finalizada, irei atualizando de acordo com as novidades. Depois de muito namorar o Pituco e a Pipoca estão chocando seus primeiros ovos. Adquiri eles em um petshop com a diferença de uns 30 dias, no dia seguinte começaram a acasalar (09/02/2018).
  26. 3 pontos
    Oi, sou "vovó" de um calopsita macho, chamado "Crush". Esse é meu 1º post por aqui. Meu bebê tem 9 meses e desde que chegou aqui em casa, mora numa gaiola que até o comportava bem, só que pretendo trazer uma namorada pra ele(rs)... por isso, nós já cogitávamos comprar uma gaiola maior, ou um viveiro, quando tive a idéia de construir esse viveiro, com dois estrados de cama. Eu já "namorava" várias idéias no Pinterest, mas, não me via construindo... Pois bem, surgiram esses estrados como que caídos do céu, projetei essa lindeza, aí pedi auxílio ao meu marido(que é louco como eu!), pra fazer os cortes com a serra e aí está a "mansão" do nosso bebê! Gastei apenas, R$30, comprando a tela, as dobradiças e o trinco. Ainda falta "decorar", peguei uns galhos de goiabeira, farei um playground bem bacaninha! Por enquanto, pus as coisinhas da gaiola antiga, dele... Não quero me exibir, nem nada, mas sou tão apaixonada por esse bebê, que quis fazer algo por ele e compartilhar aqui com vcs! Podem me dar opiniões e declarações construtivas, caso vejam algo que não será bom pra ele.
  27. 3 pontos
    Tem uma tabela que mostra, ele nasce com uns 17-18 dias. Estou sem tempo pra procurar, mas poe no google ai tabela ovoscopia calopsita e vc verá. Dá pra ouvir geralmente 1-2 dias antes de eclodir.
  28. 3 pontos
    Domingo ele abriu os olhinhos,é muito espertinho,estou fazendo carinho nele quando abro o ninho e ele está gostando aparentemente,pois para de chorar. Nessa foto ele está com 12 dias.E eu já tirei os ovos
  29. 3 pontos
    @MReggiani @Deh31Dih Olá, ontem comecei a escutar o filhotinho piando dentro do ovo e a fêmea e o macho estavam dentro do ninho,e hoje eu vi que nasceu, não sei de qual ovinho é pq não marquei.Os pais já alimentaram o filhotinho, vou mandar fotos.
  30. 3 pontos
    Boa noite... Já nasceram três bebês... eles estão cuidando direitinho, só o que nasceu ontem q ainda nao vi de papo cheio, estou preocupada... estou dando sementes, frutas, ração... enfim tudo que pode para os pais... eles amam ovo cozido... quando coloco comem até cansar rsrs já tem 4 dias seguidos que coloco meio ovo pra eles e deixo 4 horas na gaiola, posso colocar o ovo todos os dias??? Será q eles estão deixando de alimentar esse mais novinho?
  31. 3 pontos
    Eu e meu marido melhorando a vida do nosso filho(Blush)! Ainda em construção, tenho q fazer mais brinquedos....pegamos um galho de goiabeira e fixamos com brita em um balde( não colocamos cimento pois o Blush adora pegar as britas e ficar jogando KKK), como tinha muitos vãos, fizemos furos e colamos outros galhos para parecer mais natural. Montamos uma base com galhos onde colocamos dois potinhos feitos de garrafa para água e comida.Ele sai e entra na gaiola a hora q quer.Falta mais brinquedos, escadas, balanços melhores, mas isso com o tempo eu faço....tá ficando bom....o próximo projeto será um viveiro pra qnd tiver q ficar preso ter mais espaço q uma gaiola....
  32. 3 pontos
    Abra um tópico para irmos acompanhando seu caso, certeza que muitos vão se interessar por isto. Se não tiver condições de cuidar dele e dar a atenção que ele necessita, doe. Melhor ação a ser tomada, sacrificar pode significar tirar a vida de um filhote que pode ter um longa e feliz vida pela frente.
  33. 3 pontos
    Atualizando, tenho a impressão que estão atrasados nas penas do dorso, com quase 1 mês.
  34. 3 pontos
    Obrigada! Olha o primeiro nenem aí gente... tão pequinininho. O segundo ovo n está galado então temos q esperar até sexta para nascer o segundo filhote. Vou dando noticias!!! Quando tiver um tempinho, crio um tópico para os meus bebês!!! ❤ Boa noite a todos!!!
  35. 3 pontos
    Outra coisa que pode influenciar é a alimentação. Quando tem na gaiola um volume maior de comida as aves se sentem mais confiantes para reprodução. Tente fazer isso então. Forneça também couve, ovo, milho etc.
  36. 3 pontos
  37. 3 pontos
    Pessoal, esse vídeo é sobre o desenvolvimento embrionário de galinhas, mas em muito se parece com o de nossas calopsitas, por isso acho legal compartilhar.
  38. 3 pontos
    A mutação Lutino surgiu nos EUA em 1958 no aviário do Sr. Cliff Barringer. Existe outra mutação lutino, só que autossômica recessiva, também conhecida como NSL, mas ela surgiu na Europa e ainda é rara, visto que é muito mais fácil criar lutinos sexo-ligados e o fenótipo é absolutamente igual. A mutação lutino sexo-ligada é comum em psitacídeos e ocorre no locus "ino" do cromossomo sexual. Esse gene influencia fundamentalmente a produção de melanina, deixando o indivíduo praticamente sem o pigmento, afetando inclusive patas, bico, olhos e unhas. Os olhos em específico nascem praticamente transparentes, sendo possível ver a coloração vermelha em toda sua íris e pupila, essa coloração advém do sangue que circula no olho. Conforme a ave vai amadurecendo e adquirindo idade, o olho vai gradualmente escurecendo. Isso é evidência que o lutinismo não inibe completamente a produção de melanina, porém, praticamente o faz. Não é unanimidade entre os autores, porém a literatura norte-americana, em específico a Susanne Russo, sustenta a possibilidade de que a rara alteração na coloração dos olhos dos lutinos seja causada pelo fato da ave portar outras mutações. Ela inclusive, na sua obra Cockatiel Mutations A bounty of Color disponibiliza um diagrama bem didático sobre sua tese, o qual reproduzo aqui, lhe dando os devidos créditos pela criação intelectual e publicação do mesmo: Notas interessantes sobre o diagrama acima: Arlequins lutino permanecerão a vida toda com os olhos bem claros, os olhos não escurecem. Olhos verdes e âmbar estão ligados a lutino canela ou lutino pérola portadores de arlequim e/ou cara branca. Se for só lutino portador de arlequim e/ou cara branca, os olhos ficam azuis ou acinzentados. No caso dos albinos, isso também é válido somente se ele for portador de arlequim. Se for Arlequim Lutino CB, olhos ficam vermelhos. Uma característica marcante do lutino é que, uma vez que a melanina é quase totalmente suprimida, evidencia-se a presença da psitacina em toda a plumagem da ave. Em ambos os sexos, a cabeça fica amarela intensa com uma marcante bochecha laranja (lembrando que o tamanho e a tonalidade da marcação da bochecha é hereditária por linhagem e não tem relação com sexo da ave). As fêmeas ficam amareladas a vida toda, sendo que os machos ficam com o corpo mais branco e com o passar da idade, devido ao aumento da produção de hormônio masculino, tendem a ficar ligeiramente canelados. Como no exemplo abaixo: Repare nesse macho de 1 ano e três meses que seus olhos já não são tão vermelhos, em comparação de quando era filhote. Créditos da imagem: Arquivo Pessoal, plantel pessoal. Calopsitas Lutinos são susceptíveis à formação de uma careca. No entanto, isso não é uma característica essencial da mutação do gene, haja vista que outros psitacídeos lutinos não sofrem desse problema. A questão específica foi a baixa qualidade da seleção dos casais nos cruzamentos quando a mutação foi fixada. Essa característica acabou se espalhando junto com a mutação e hoje em dia já é relativamente comum encontrarmos lutinos que já tenham se livrado desse infortúnio. Outro problema conhecido é em relação aos olhos. Como não produzem praticamente melanina, os olhos são muito sensíveis à luminosidade, seja do sol ou de lâmpadas artificiais. Lutinos geralmente enxergam mal em ambientes muito iluminados, se ofuscam mais facilmente que aves de outras mutações que não interfiram na melanina. Decorrente disso, existem alguns veterinários que sustentam que os lutinos são mais susceptíveis ao pânico noturno, pois ao voarem assustados de noite não enxergam o poleiro pra voltar e acabam se assustando ainda mais. Isso na verdade não é isoladamente ação do gene, mas também uma consequência da criação em cativeiro. CRUZAMENTOS DESEJÁVEIS O lutino combina melhor com mutações que influam na psitacina ou na padronagem das penas. O cara branca gera o indivíduo de fenótipo albino, mas também pode ser interessante cruzar com mutações como cara pálida, bochecha amarela: Créditos da imagem: Cockatielsplusparrots.com Devido a inibição da produção de melanina, a mutação lutino irá esconder os efeitos de outras mutações que influenciem a melanina, como prata dominante, fulvo e claro, o canela. No entanto, no canela temos uma situação bastante particular. Uma ave lutino canela será, desde o nascimento com o rosto amarelado, só que no corpo e em especial nas penas longas da cauda e asas, será visível um tom bem diluído de canela, praticamente igual ao do macho adulto. Aqui, novamente Susanne Russo nos ajuda com diagramas didáticos: Como ambas mutações ocorrem no cromossomo sexual masculino Z e em loci muito próximos, existe uma taxa de recombinação gênica de 3%, que faz as mutações se fundirem e se tornarem uma única herança até que nova recombinação gênica ocorra. Esse é o conhecido como "Lacewings" O cruzamento com a mutação de padrão primário pérola também é bastante interessante, pois essa combinação evidencia ainda mais a psitacina presente na plumagem da ave. Outro cruzamento que em tese não seria interessante, mas na prática é, se faz com aves arlequins. A mutação arlequim recessivo tem como uma de suas marcantes características, a produção de efeitos anti-dimorfismo sexual, ou seja, a mutação embaralha o dimorfismo sexual da ave (depois eu explico isso melhor no tópico dos Arlequins). Isso tem como resultado também a intensificação da psitacina nas penas. Tendo isso em mente, quem quiser ter lutinos BEM amarelos, deve conjugar essas três mutações: Lutino, Arlequim e Pérola. Outro cruzamento muito desejável que merece maiores comentários é com cara branca. Resulta no famoso albino, a ave branca, sem pigmentação alguma, seja de psitacina, seja de melanina. Vale lembrar que o albino ainda é um lutino, e portanto, sujeito aos mesmos problemas (carecas, dificuldades visuais). Referências bibliográficas: MARTIN, Dr. Terry; ANDERSEN, Diana. A guide to cockatiels and their mutations as pet & aviary birds. Revised ed. South Tweed Heads: Australian Birdkeeper Publications, 2007. RUSSO, Susanne. Cockatiel Mutations A Bount of Color. 2012. ed. Fort Lauderdale: Amazon Kindle, 2001.
  39. 2 pontos
  40. 2 pontos
    Levar num veterinário pra ele analisar e parar de botar ela em local q tenha risco
  41. 2 pontos
    SP. 21/10/2018. COMUNICADO A todos que nos responderam de imediato, gostaria de agradecer nosso muito obrigado de Luiz e Bete ! Agradeço sobretudo a duas pessoas iniciais que nos acolheu nessa tarefa difícil, mas necessária e comunico que escolhemos muito bem o destino do PICO que foi doado para uma pessoa que reside em local com quintal grande e já possui outra calopsita também Lutino. Temos a certeza de que foi muito bem escolhida pela personalidade identificados de imediato no perfil maravilhoso de quem sabe cuidar. Pico segue seu caminho, assim tem que ser e agradeço a todos os manifestos de ajuda aos restantes, nosso muito obrigado ! LUIZ E BETE;
  42. 2 pontos
    Oi Ana se é o primeiro dia neles na papa eles comem menos mesmo... Então faça isso de de 4 em 4 horas até eles se acostarem logo estão mais calmos com sua presença e comem melhor..... E caso o macho seja manso tire ele dá gaiola pra dar comida aos filhotes.....se for motivo de doença a perda da grande maioria e eles já estiveram em contato então já teriam contraído a doença..... As vezes eles tentaram imendar postura e isso acabou enfraquecendo a fêmea.... é muito comum com calopsitas em cativeiro tentar imendar postura!!!! E geralmente em ninhada grande os filhotes mais novo são desfavorecidos e acabam atrasando o desenvolvimento ou morrendo! Mas o ideal seria levar ao veterinário para exames!
  43. 2 pontos
    Boa tarde Minha calopsita cinza silvestre tem 3 meses estou em divida se ela e macho ou femea, a cabeca dela esta ficando amarela ela tem facilidade em aprender a subiar, ela ja faz fiu fiu o dia todo e agora estamos ensinando atirei o pau no gato O rabo dela caiu algumas penas e comecou a nascer essas cinzas sem listras, mais em baixo dela e listrado ela e macho ou femea No exame deu macho, sera que e msm?
  44. 2 pontos
    Oi @Nataly os lutinos mts vezes tem essa carequinha atras do topete é uma falha genetica, pode sumir um pouco depois da muda, mas mts vezes continua. N precisa ficar preocupada, é bem normal isso nos lutinos ou albinos.
  45. 2 pontos
    @Joseph finalmente nasceram consegui colocar o ninho na gaiola e eles chocaram super bem. Estava com medo dos 2 primeiros não vingarem, mas deu tudo certo! Nasceram um em seguida do outro: quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira e hoje nasceu o 4°. Infelizmente não consegui tirar foto dos 4 junto, os pais não deixam hahaha
  46. 2 pontos
    Ei. ..respondendo a sua dúvida a respeito da reprodução de calopsita mansa...é o seguinte...aqui em casa eu tenho 12 casais todos mansinhos...mansinhos mesmo...e se reproduzem....basta vc colocar o ninho na gaiola deles em um lugar sossegado da casa (o ninho estimula a postura) e vc verá q logo eles estarão acasalando...mas antes disso faça exames no casal para descartar vermes ou uma eventual doença. ( diga-;se de passagem é muito importante fazer exames periodicamente neles ..ok? Boa sorte!
  47. 2 pontos
    Eles hoje durante a limpeza do ninho!
  48. 2 pontos
    Boa tarde! Essa semana tive uma grande surpresa com minhas aves. A algum tempo atrás eu pensava que tinha um macho e três femeas, então separei um casal que até parecia que ia reproduzir. Após duas tentativas falhas eu juntei todos novamente. O fato é que no período que estavam separados, as outras duas "femeas" ficaram muito próximas, e eu percebi que estavam entrando no ninho. Logo pensei que haviam varios ovos sem nada por se tratar de duas fêmeas. Nessa semana eu estava decidido a tirar o ninho e jogar os ovinhos fora. Foi aí que eu vi dois filhotinhos. O casal é o arlequin e a canela.
  49. 2 pontos
    Bruno Sotero do Nascimento bruno.sot@hotmail.com Um dos problemas que mais me procuram pedindo ajuda desde que comecei a prestar consultoria na criação e no comportamento de calopsitas é quanto ao temido pânico noturno, que por vezes causa grandes prejuízos materiais, financeiros e psicológicos ao dono, além de é claro, o alto nível de stress e possíveis ferimentos que venham a acometer as aves nessas situações. O pânico noturno nada mais é do que a ave se assustar com algum som, movimento ou odor durante a noite. Este susto desencadeia uma agitação na ave, que busca espantar a “ameaça” batendo as asas desesperadamente (dificilmente gritam nessa situação para não chamarem ainda mais a atenção do “predador”). Por estar em um ambiente fechado (normalmente uma gaiola) esta agitação muitas vezes gera ferimentos, quebra de penas e abandono de ninho. Bem, isso a maioria das pessoas já sabe, mas porque este pânico acontece e como controlar? É muito importante entendermos como funciona a mente das aves para entendermos o porque deste pânico generalizado e como evitá-lo. Uma coisa que um proprietário de calopsitas nesta situação sempre pode notar é que o pânico noturno é uma espécie de efeito dominó na criação, ou seja, se uma ave entra no pânico, normalmente todas as outras entram junto, mesmo que não estejam vendo o que a primeira a se assustar viu. Isso se deve ao fato de as aves serem animais que vivem em bando e por viverem em bando cada uma funciona como vigia do grupo. Se uma vigia informa que viu algo o bando todo segue essa informação, independente de terem confirmado a presença deste algo ou não. Este instinto é muito importante na natureza, uma vez que centenas de olhos enxergam mais do que apenas um par, e as chances de um predador lograr êxito ao se camuflar de tantos olhos reduz drasticamente. Como bando é muito grande, todos seguem imediatamente o alerta que a ave mais próxima dá, seguindo-se assim o tal efeito dominó. Pois bem, entendido isso vamos para a explicação de porque as aves têm esse pânico noturno. Muitas pessoas têm uma visão errada do pânico noturno associando-o única e exclusivamente à noite, mas este pânico pode acontecer à luz do dia sem problema algum pois a situação de pânico não é gerada pelo fato de estar escuro, mas sim pelo fato de algo assustar a ave. Sendo assim um gato próximo à gaiola ao meio dia com sol à pino pode gerar um pânico na gaiola igual ou até pior do que os pânicos que as aves têm durante à noite. Logo é muito importante para o dono entender que o problema não está na noite, mas sim no que está gerando susto nas aves. Na natureza as aves dificilmente sofrem com PN, mesmo com o movimento das folhas das árvores, do som de predadores, trovões e etc. então porque na gaiola, um local tão mais seguro, num quarto escuro e sem barulho, elas ainda assim entram naquele desespero todo? Primeiramente temos que entender que as aves NÃO NASCERAM PARA VIVEREM EM GAIOLAS e que a gaiola nem sempre é o local que a ave considera como sendo o mais seguro. O fato de não nascerem para viverem em gaiolas não é uma crítica neste contexto, mas sim uma informação que as pessoas devem ter em mente para entender como condicionar a ave a viver em tal ambiente. Mesmo que sua ave tenha nascido em cativeiro e esteja acostumada a viver em gaiola, quando condicionamos seu habitat única e exclusivamente a esse ambiente estamos privando a ave do poder de escolha. Na natureza ela dormiria onde se sentisse mais confortável e qualquer coisa que a traumatizasse naquele local seria o suficiente para ela mudar de “abrigo” e procurar um local onde se sentisse mais segura. Muitos criadores não pensam nisso e acabam fazendo da gaiola um local onde a ave se sente insegura e têm grandes prejuízos por isso. Esta insegurança pode ser gerada por vários fatores e vou citar aqui alguns exemplos: você tem uma ave que fica numa gaiola e um belo dia você deixa essa gaiola cair com a ave dentro, ou algum animal se aproximar da gaiola e assustar a ave ou alguma criança bater nas grades da gaiola, ou alguém ficar irritando a ave forçando uma aproximação indesejada enquanto a ave está ali dentro. Todas essas situações geram na cabeça da ave o seguinte “pensamento”: “Opa, aqui é um lugar perigoso, tenho que ficar atenta porque não posso confiar que estou segura dentro desta gaiola”. Aí, o dono, que não deu muita importância para esses detalhes cobre a gaiola com um pano durante a noite e a coloca em um local alto e escuro para que a ave não se assuste. Tudo lindo né? Só que não! Eis que uma brisa leve balança o pano 2cm e pronto, inicia-se o auê naquela gaiola. E porque esse auê se iniciou? Porque a ave não se sentia confiante dentro daquela gaiola e por isso não relaxava, mantinha-se sempre em estado de alerta e qualquer mínimo movimento fez com que ela ativasse o seu modo “alerta máximo” e entrasse em pânico. Temos que lembrar que as aves nunca estão dormindo 100% se não estiverem totalmente confiantes do local onde estão. As aves possuem a capacidade de “dormirem” com apenas metade do cérebro em estado de dormência enquanto a outra metade se mantém atenta. Isso acontece quando você nota as aves dormindo com um olho aberto e outro fechado. Ela está dormindo mas não completamente. E estes 50% que permanecem acordados, ao notarem qualquer coisa que assuste a ave, podem desencadear o pânico. Esta situação de pânico é mais comum à noite (e por isso do nome pânico noturno) porque neste momento a ave está enxergando menos devido à escuridão e seus sentidos estão mais sensíveis devido ao silêncio da noite. É difícil entender isso sem uma analogia, então vou levantar aqui uma hipótese para que o leitor entenda melhor. Durante o dia ouvimos vários barulhos que nem escutamos. Como assim? O tempo todo você ouve barulhos de pássaros, carros, pessoas falando, televisores, eletrodomésticos, cães latindo, e vários outros sons ao mesmo tempo. O som está ali, você está ouvindo mas não escutando porque seu cérebro não está prestando atenção nele. Nós selecionamos o que queremos escutar de todos aqueles sons que estão entrando no nosso canal auditivo para darmos atenção somente ao que importa. Daí chega a noite e com ela vem o silêncio. Nessa situação qualquer mínimo barulho como um grilo fazendo um “cricri” baixinho na casa do vizinho já se torna perceptível pois você tem menos sons entrando e seu cérebro pára de se preocupar em filtrar os mais úteis. Em uma situação onde você se sente seguro com o que está acontecendo você não dá atenção a mínimos detalhes, já em situações novas ou temerosas seus sentidos são utilizados ao máximo, vide por exemplo o ato de dirigir. Se você está acostumado e se sente seguro no volante, o ato de ver outros carros ou pessoas passando próximas ao seu veículo se torna normal e até imperceptível. Já se você tem algum trauma, acabou de sofrer um acidente a poucos dias ou tirou carteira recentemente, cada detalhe faz adiferença e você não consegue nem conversar com o carona de tão atento que fica na direção. Tudo isso acontece com as aves. Durante a noite ela fica mais atenta e com menos sons e imagens para “camuflar” qualquer barulho ou movimento que a assuste. Ao escutar qualquer mínimo som ou ver uma sobra ou vulto se mexendo, caso não se sinta segura e confiante de que naquele local nada de mal pode lhe acontecer, ela pode se assustar e iniciar o pânico. Nossa Bruno! Muito bacana, mas então como faço para evitar o pânico noturno? Ao contrário do que muita gente pensa, cobrir a gaiola não é o que vai fazer sua ave deixar de ter crises de pânico, muito pelo contrário. Um vento balançando o pano pode desencadear a crise de forma muito mais intensa além de a ave, em meio à sua bateção de asas, poder agarrar a unha no pano e ficar pendurada aumentando ainda mais o stress e o trauma psicológico da ave. O primeiro passo para quem tem esse problema é tornar a gaiola um local onde a ave se sinta 100% segura. Ao se sentir segura, como eu já disse no exemplo, a ave passa a não entrar em alerta tão facilmente e por estar confiante ela consegue abrir mão de descansar apenas 50% do cérebro para dormir completamente durante a noite. Eu já disse em um vídeo sobre amansamento que a ave só abre mão de seus sensores de proteção (o qual o principal é a visão) se ela se sentir 100% segura. Logo ela só vai descansar e relaxar 100% (na verdade o mais próximo disso pois ela nunca está totalmente inativa) se ela sentir que nada pode ameaçá-la. Ouso dizer que 95% dos casos de pânico noturno estão relacionados a traumas ambientais, ou seja, aves que não se sentem seguras na gaiola ou cômodo onde dormem e por isso desencadeiam todo este processo que já expliquei. A regra mais básica de quem tem uma calopsita é: NUNCA TORNE A GAIOLA UM AMBIENTE TRAUMÁTICO. As pessoas devem entender que a gaiola é da ave e não do dono. Se optamos por termos aves e criá-las em cativeiro devemos ter em mente de que o habitat dela deve ser o mais seguro possível pois estamos privando-a da opção de escolha de onde viver. Se você é uma pessoa que ama demais sua ave e vez ou outra confunde razão com emoção, você deve estar pensando: “Ah, se a ave escolhendo é melhor, então vou deixar ela dormir solta no meu quarto!”. NÃO coleguinha, esse não é o caminho. As aves precisam de um porto seguro e de um local onde você vá colocá-la e saber onde ela está. Deixar ela solta na casa durante a noite vai gerar vários outros problemas muito piores que o pânico noturno como por exemplo você levantar da cama e não notar que ela está dentro do seu tênis ou embaixo do seu pé e acabar esmagando o pobre animal. Se sua ave tem pânico noturno constantemente a solução é: • reorganizar a gaiola (caso não dê para trocá-la) para que a ave se sinta em um novo ambiente; • não deixar em hipótese alguma a gaiola cair ou animais ficarem tentando predar a ave enquanto ela está presa para que a gaiola não se torne um local traumático; • deixar a gaiola sempre em locais altos onde seja mais difícil de qualquer animal ou pessoa assustar a ave • se sua ave for mansa e viver solta, solte-a se possível diariamente e em horários pré determinados deixando sempre, nesses momentos, a gaiola no chão para que a ave possa entrar e sair durante o passeio; • quando for soltar a ave NÃO TIRE-A DA GAIOLA COM A MÃO. Deixe que a ave saia sozinha quando se sentir segura; • não permita que cães e gatos se aproximem da gaiola das aves; • prenda os panos que utilizar para cobrir a gaiola com pregadores para evitar que fiquem balançando com o vento Vale ressaltar que mesmo seguindo todos os procedimentos aqui descritos pode sim acontecer de uma vez ou outra (mas muito raramente) as aves venham a ter algum ataque de pânico noturno, mas essas crises são raras e passam rápido pois acontecem quando algo de mais assustador acaba despertando as aves. Espero ter ajudado.
  50. 2 pontos
    tenho do de arrancar as penas... e corte de unha tb... mas de repente faço... Olha a grande familia! rssrsr ps: nao repare na dona
This leaderboard is set to São Paulo/GMT-03:00