Ninha

A responsabilidade de quem tem Calopsita não incentivar a comercialização.

Recommended Posts

Ninha

Olá pessoal...

Ultimamente tenho observado pessoas que querem adquirir Calopsitas... Em apenas uma semana ouvi relatos de três pessoas que se diziam interessadas e ao serem questionadas do porquê querem esse animal, falaram que viram na internet calopsitas cantando e falando, souberam que é muito apegada ao dono, enfim... se apaixonaram, mas percebi que não tinham noção de como esse animal torna-se dependente do dono e como precisa de um tratamento diferenciado de outros animais domésticos.

Foi então que decidi comentar um pouco do meu dia-a-dia com minhas duas calopsitas:

-  O quanto são sensíveis. Não podem ser criadas soltas, asas precisam ser aparadas;

- Precisam de muito carinho e atenção;

- Precisam de rotina e dedicação por parte do dono para que aprendam a cantar, falar...

-  Gaiola precisa ser higienizada diariamente. Precisam de banho...

- Geralmente são barulhentas, na primavera então nem se fala, nem pensar em dormir até mais tarde (tenho dois e são bem barulhentos);

- Podem ter pânico noturno;

- No menor sinal de doença precisam ser levadas ao veterinário e uma consulta não é barato;

- Se o dono viajar não pode deixa-la sozinha em casa, o melhor a fazer é levar junto ou deixar com alguém de extrema confiança, de preferência que tenha experiência com aves. Se optar por levar junto dependendo do local vai precisar de um atestado de saúde de um veterinário.

- Vivem mais do que um cachorro ou gato;

- Se sentem a falta de uma pessoa da família que possa ter viajado chegam a ficar doentes... etc... etc...

Assim que ouviram meu relato que inclusive acabou com o comentário de que eu não terei mais calopsitas devido a responsabilidade, ficaram pensativas. Enfim, esse post tem a intenção de fazer com que proprietários de calopsitas tenham o cuidado de não incentivar a comercialização desses animais. Acredito que muitas pessoas que compram não tem a menor ideia de como eles são frágeis e precisam de cuidados, eu mesma não tinha ideia e depois de muitos erros e ainda aprendendo muito, não desejo mais ter calopsitas e olha que os amo muito.

Além disso, não é raro ouvir de pais que compram uma calopsita de presente de aniversário para uma criança de 2, 5, anos, como se fossem brinquedos... aí poucos dias depois acontece algum acidente e procuram o blog para pedir opinião do que fazer... é triste!

Sem contar que em pet shop e muitas agropecuárias os animais são tratados como mera mercadoria, inclusive aqui no blog já vi relatos de pessoas que acabaram comprando calopsitas mais velhas, ariscas e até mesmo doentes pois não aguentaram ver a forma como estavam sendo tratadas apenas como reprodutoras.

Sei que aqui nesse blog tem pessoas que criam calopsitas para vender, não julgo, não é minha intenção difamar nada, apenas deixar claro que quem adquire deveria ter o mínimo de informação antes de decidir por comprar ou adotar um anjinho desses.

Enfim... escrevi apenas com o intuito de chamar atenção para que possamos repensar a forma como estamos propagandeando esses anjinhos, (deixando claro que eu me incluo nisso). Se por um acaso mostrar uma foto ou vídeo com as qualidades da sua ave, acho importante enfatizar os cuidados que diariamente tem com ela. Me corta o coração saber que muitos são tratados como mercadorias, objetos. Não indico pra ninguém a compra de uma calopsita.

Espero ter me expressado corretamente.

Ninha*

  • Gostei 7
  • Obrigado 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nascimento

up

Share this post


Link to post
Share on other sites
Didi Janson
5 horas atrás, Ninha disse:

Olá pessoal...

Ultimamente tenho observado pessoas que querem adquirir Calopsitas... Em apenas uma semana ouvi relatos de três pessoas que se diziam interessadas e ao serem questionadas do porquê querem esse animal, falaram que viram na internet calopsitas cantando e falando, souberam que é muito apegada ao dono, enfim... se apaixonaram, mas percebi que não tinham noção de como esse animal torna-se dependente do dono e como precisa de um tratamento diferenciado de outros animais domésticos.

Foi então que decidi comentar um pouco do meu dia-a-dia com minhas duas calopsitas:

-  O quanto são sensíveis. Não podem ser criadas soltas, asas precisam ser aparadas;

- Precisam de muito carinho e atenção;

- Precisam de rotina e dedicação por parte do dono para que aprendam a cantar, falar...

-  Gaiola precisa ser higienizada diariamente. Precisam de banho...

- Geralmente são barulhentas, na primavera então nem se fala, nem pensar em dormir até mais tarde (tenho dois e são bem barulhentos);

- Podem ter pânico noturno;

- No menor sinal de doença precisam ser levadas ao veterinário e uma consulta não é barato;

- Se o dono viajar não pode deixa-la sozinha em casa, o melhor a fazer é levar junto ou deixar com alguém de extrema confiança, de preferência que tenha experiência com aves. Se optar por levar junto dependendo do local vai precisar de um atestado de saúde de um veterinário.

- Vivem mais do que um cachorro ou gato;

- Se sentem a falta de uma pessoa da família que possa ter viajado chegam a ficar doentes... etc... etc...

Assim que ouviram meu relato que inclusive acabou com o comentário de que eu não terei mais calopsitas devido a responsabilidade, ficaram pensativas. Enfim, esse post tem a intenção de fazer com que proprietários de calopsitas tenham o cuidado de não incentivar a comercialização desses animais. Acredito que muitas pessoas que compram não tem a menor ideia de como eles são frágeis e precisam de cuidados, eu mesma não tinha ideia e depois de muitos erros e ainda aprendendo muito, não desejo mais ter calopsitas e olha que os amo muito.

Além disso, não é raro ouvir de pais que compram uma calopsita de presente de aniversário para uma criança de 2, 5, anos, como se fossem brinquedos... aí poucos dias depois acontece algum acidente e procuram o blog para pedir opinião do que fazer... é triste!

Sem contar que em pet shop e muitas agropecuárias os animais são tratados como mera mercadoria, inclusive aqui no blog já vi relatos de pessoas que acabaram comprando calopsitas mais velhas, ariscas e até mesmo doentes pois não aguentaram ver a forma como estavam sendo tratadas apenas como reprodutoras.

Sei que aqui nesse blog tem pessoas que criam calopsitas para vender, não julgo, não é minha intenção difamar nada, apenas deixar claro que quem adquire deveria ter o mínimo de informação antes de decidir por comprar ou adotar um anjinho desses.

Enfim... escrevi apenas com o intuito de chamar atenção para que possamos repensar a forma como estamos propagandeando esses anjinhos, (deixando claro que eu me incluo nisso). Se por um acaso mostrar uma foto ou vídeo com as qualidades da sua ave, acho importante enfatizar os cuidados que diariamente tem com ela. Me corta o coração saber que muitos são tratados como mercadorias, objetos. Não indico pra ninguém a compra de uma calopsita.

Espero ter me expressado corretamente.

Ninha*

Estou gostando muito desse blog.

Você realmente está muito certa, Ninha. 

Eu mesma adquiri duas calopsitas porque minha filha insiste comigo desde os 5 anos quando visitamos o parque das aves (na verdade ela queria uma arara), enrolei-a até os 9 anos, usei de muitos argumentos, especialmente do de ler tudo a respeito de calopsitas, enfim ela me apresentou esse blog, me inscreveu em varios canais do YouTube, assiste vídeos de calopsitas mas ela é criança e eu jamais deixaria que ela fosse a responsável por um animal frágil como essas, eu acabei por pesquisar muito também, e confesso que muito li mas pouco aprendi. Sinto uma dó tão grande das minhas! quando elas me veem ficam ‘me chamando’ e querem ficar literalmente em cima de mim são muito carentes de atenção. Essa semana começaram voar aí aparei as penas delas e quase morri de chorar me senti uma mutiladora. Nossa ! Como é triste ter um pássaro e ter que deixá-lo preso.

Amo as aves mas aprecio muito elas voando livremente, está sendo muito difícil essa fase de adaptação, não me sinto feliz em saber que minhas calopsitas nunca poderão voar.

Fazem 15 dias que estou com elas e já me apaixonei.

 

  • Gostei 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ninha

Oi Didi,

Concordo com você. Também me sinto mal em ter que cortar as penas, deixar eles presos, enfim... mas é para o bem deles.

É importante deixar claro para as pessoas que são animais amorosos mas muito sensíveis.

Também sou muito apaixonada pelos meus, mas sinceramente, se tiver outro animal provavelmente será um cachorro pelo fato de ser mais independente e menos sensível ... 9_9❤️

Ninha*

  • Gostei 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pretajw

  .Eu concordo, em partes!

Calopsitas são frágeis e fortes ao mesmo tempo, tanto que vivem mais de 15 anos.

É muito vdd que são dependentes muuuuuito. Estou a poucas semanas com a Flora e já vejo como ela se apegou a mim. O fato é que penso que cuidar delas é um ato de amor, uma vez que já foram tiradas da natureza iriam morrer sem cuidados. Agora realmente pra ter uma em casa ( assim como qq outro Pet) é necessário bom senso.

Terei tempo pra cuidar?

Terei recursos para arcar com alimentação, ou fiquem doentes?

Tenho paciência?

Enfim, perguntas realistas.

Tbm não concordo em dar bicho de presente pra criança. Quando peguei a minha Flora ❤️ eu tinha ciência que quem ia cuidar seria eu e meu esposo, o meu filho só acha legal mais tem medo.

Eu aconselho sim pessoas a terem calopsita pois elas fazem bem e nos ensina muito sobre amar!

Porém indico a pessoas que estão dispostas a receber todo esse amor e retirbuir a altura.

Minha opinião!

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
SAM 3

Tenho que admitir que já me arrependi e às vezes me arrependo até hj...

Antes de comprar minha primeira calopsita, eu já tinha alguns periquitos... eu não cuidava direito, só comiam paínço, pão, água e gaiola suja etc.

Aí passei em um pet shop pra comprar outro periquito kkk E vi as calopsitas lá. Daí perguntei o preço e tals. Fiquei apaixonado! Eram grandes, nunca tinha visto kkk Até que eles me mostraram um filhote... Aí ao invés de chegar com o periquito apareci com aquele bixinho pelado fazendo um barulho com um OLHO vermelho arregalado... Minha mãe quando viu quase me expulsou de casa kkk

Aí levei ela de volta, mas todos os dias ia ver ela lá. Quando fez 30 dias meu pai apareceu com ela já dando gritos... 

Passou um tempo e eu sem conhecimento, deixava a gaiola com ela e os periquitos numa janela tomando vento e chuva. 

Aí vieram os problemas, pânico noturno, peito seco, e ovos (comprei como macho). E assim foi....

Mas aí comecei a pequisas e não parei, troquei a alimentação etc... Antes reclamavam por falta de cuidados, agora é por excesso. Só de lembrar o que eles já passaram nas minhas mãos kkkk 

Mas agora as consequências: Não saio de casa, porque só eu cuido, e tenho a impressão que ninguém cuida igual a mim, e tenho uma maritaca abençoada que belisca até o vento, deixo de fazer trabalhos escolares porque não gosto de deixar eles "sujos" o dia todo.(estudo de manhã e faço a limpeza depois da aula). 

  • Obrigado 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ninha

@Pretajw

Me refiro principalmente ao fato de que se você mencionar as qualidades e os benefícios de ter esse animal amado em casa, enfatizar também os cuidados que deve ter em relação a eles.

Como @SAM 3 também comentou, muitas vezes é necessário deixar de fazer muita coisa por conta dos cuidados com a ave. Eu já deixei de viajar muitas vezes porque não confio em qualquer pessoa para cuidar dos meus pequenos, eu que quis comprá-los, agora é minha responsabilidade.

Mas em muitos pontos concordo com você.

Ninha*

  • Gostei 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caetano
Posted (edited)
Em 27/07/2019 at 09:50, Ninha disse:

@Pretajw

Me refiro principalmente ao fato de que se você mencionar as qualidades e os benefícios de ter esse animal amado em casa, enfatizar também os cuidados que deve ter em relação a eles.

Como @SAM 3 também comentou, muitas vezes é necessário deixar de fazer muita coisa por conta dos cuidados com a ave. Eu já deixei de viajar muitas vezes porque não confio em qualquer pessoa para cuidar dos meus pequenos, eu que quis comprá-los, agora é minha responsabilidade.

Mas em muitos pontos concordo com você.

Ninha*

Muito obrigado Ninha, achei seu texto didático, realista e bem intencionado diante disso só me resta te agradecer e te dizer que eu aceito o desafio de cuidar das duas calopsitas que peguei para criar.  Afinal hoje chegou meu machinho Tobias. ...Sam3 me convenceu que meu Caetano e Betânia kkkkk . 

Boa semana a todos e Deus nos abençoe 

2019-08-25 23.32.05.jpg

Edited by Caetano
Erro no texto
  • Gostei 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.