Jump to content

Preferem ariscas ou mansas?


VanessaHollier

Recommended Posts

Hoje quero tirar uma curiosidade.

Vocês preferem criar aves ariscas ou mansas?

Meu casal de pombos são ariscos e preferem manter distancia,  então quando tento me aproximar eles se esquivam e saem andando. Por outro lado eles comem na minha mão e eu até ajudo o macho e o filhote no banho (espirrando água embaixo das asas quando eles erguem pra que eu molhe).

O filhote já é mais tranquilo quanto a isso, criei ele na papa, ensinei a voar e voltar, então quando ele está solto sempre pousa em mim e fica deitadinho e ele é o único dos três que aceita carinho, ele faz até uns barulhinhos indicando que tá gostando, mas ainda assim não gosta de ser pego do nada. 

Resumindo, meus pombos são gatos. Quando eles querem algo vem pra perto, quando não querem eles ficam bem longe, além de derrubarem/jogarem coisas de cima da mesa no chão. 

Link to comment
Share on other sites

Olá, eu prefiro ariscas! 

Acho a reprodução mais fácil, e, quando tem algum curioso que gosta de futricar eles ficam longe. E também eles não ficam te chamando sempre que te vê. 

Manso só tenho um. 

Link to comment
Share on other sites

@SAM 3 

Sabe dizer se aves ariscas se saem melhor sozinhas do que aves mansas?

Por serem mais independentes elas acabam não se importando quando o dono saí ou elas (mesmo ariscas) ainda sentem falta dele?

Eu mesma tenho receio de sair em passeios em família porque eles ficariam sozinhos e eu ficaria muito preocupada deles se desesperarem, brigarem ou aprontarem alguma e eu não estar por perto pra ajudar. 😕

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, VanessaHollier disse:

@SAM 3 

Sabe dizer se aves ariscas se saem melhor sozinhas do que aves mansas?

Por serem mais independentes elas acabam não se importando quando o dono saí ou elas (mesmo ariscas) ainda sentem falta dele?

Eu mesma tenho receio de sair em passeios em família porque eles ficariam sozinhos e eu ficaria muito preocupada deles se desesperarem, brigarem ou aprontarem alguma e eu não estar por perto pra ajudar. 😕

Olá, algumas aves que nunca tiveram um parceiro de saem melhor sim. Mas quando são separados mesmo ariscos ele sentem falta de uma companhia. 

Elas não estão nem aí pra gente na verdade kkk mas é sempre bom estar perto quando tem briga, ou as vezes tem os bagunceiros que entornam a comida e a água.

Já tive muitos ariscos e nenhum se importava quando saía.

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, SAM 3 disse:

Elas não estão nem aí pra gente na verdade kkk mas é sempre bom estar perto quando tem briga, ou as vezes tem os bagunceiros que entornam a comida e a água.

Ah sim, obrigada.

 

Link to comment
Share on other sites

Bom dia Vanessa,

Tenho duas calopsitas machos, o mais velho é mais manso, obedece mais e o mais novo é todo estabanadinho não fica quieto e não é muito de obedecer não, muitas vezes preciso coloca-lo no quarto onde não tenha movimentação de pessoas para que a gritaria sesse.

Mas enfim, prefiro aves mais mansas, até porque não tenho intenção de reproduzir. Muitas vezes fico preocupada pois eles estão domesticados a tal ponto que não podem mais ficar sem o nosso carinho. Preciso amassa-lo e conversar com eles todos os dias, principalmente no fim da tarde, caso contrário fica extremamente ansioso e agitado.

Praticamente não saio de casa por que tenho receio de deixa-los com alguém que não entenda de calopsitas. Ainda mais que aqui onde moro não tem veterinário especialista em aves. Inclusive nas próximas férias não vamos viajar porque não temos com quem deixa-los.

Já precisei sair de casa por uma semana, nessa ocasião eles ficaram em casa com meu sogro, estranharam um pouco, mas como eles já tinham convivido antes foi tranquilo, quando retornamos a reação do mais velho foi a coisa mais linda que vi na vida... ela cantava, imitava nossa risada, assobiava, falava. Nesse dia percebi e senti na pele o quanto estão dependentes dos nossos cuidados e principalmente emocionalmente, por isso que sempre que posso insisto para que as pessoas pensem bem antes de ter um animal desses. 😍❤️

Ninha*

Link to comment
Share on other sites

Eu prefiro ariscas, até as que eu comprei ainda filhotes e as que nasceram aqui, eu não fiquei mexendo demais pra continuarem um pouco ariscas. Elas não têm medo de mim, deixam eu chegar perto, sobem em mim, algumas até comem na mão. A única coisa que faz elas surtarem é se eu tentar pegar, só 3 (eu tenho 12) deixam pegar sem tentar voar. Um outro casal não gosta muito que pegue, mas também não bica, só tentam voar pra longe, e as outras sete bicam de tirar sangue se eu pegar. Com essas, normalmente eu levo uma gaiola pra dentro do viveiro, coloco comida só lá e tento fazer com que elas entrem sem eu ter que pegar, mas nem sempre dá certo. As aves mansas facilitam o manejo nesse sentido, mas são mais dependentes, ficam te chamando e pedindo atenção, sentem sua falta, eu não gosto. Apesar de ficar bastante tempo com elas, às vezes mesmo quando eu estou lá dentro do viveiro, depois de um tempo elas perdem o interesse em mim e vão cuidar da vidinha delas. Prefiro que sejam mais independentes e só me tolerem por perto. rs Além disso, oito delas já são casal, isso deixa elas ainda mais independentes. Até fazem uma festinha quando eu acordo, mas é mais pelo barulho de gente do que amor por mim, pq elas também fazem festa quando ouvem as outras pessoas da casa de manhã, e só eu entro no viveiro e tenho contato direito com elas. Elas gostam de ver gente por perto, interagem um pouco e depois saem pra lá. rs

Edited by Malu
Link to comment
Share on other sites

@Malu Pois é, eu também penso assim: apesar de adorar passar um tempo com elas, não quero que sejam apegadas a mim, dependentes de mim mais do que o normal.

Eu solto eles no meu quarto e deixo eles andarem, voarem livremente, só quando eles ficam no chão que eu costumo pegar eles pra colocar sobre alguma superfície, a fêmea costuma voar ou correr só de eu ameaçar pegar ela, já o macho não liga muito. O filhote sempre voa em mim e fica sentado no ombro ou na cabeça, ele aceita carinho, mas odeia que peguem ele.

Descobri depois que o viveiro ficou pronto que nem mesmo lá o macho deixa o filhote em paz, então assim que acordam coloco o filhote no viveiro e ele passa o dia todo sozinho. Ele tem uma paisagem bem ampla pra observar, costuma pousar em um poleiro e passa o tempo observando as pombas do lado de fora comendo no jardim ou os outros pássaros que passam por ali. As vezes ele canta, mas a maior parte do tempo fica em silencio.  

A cachorra dos meus pais não se acostuma de jeito nenhum com os 'intrusos", fica pulando tentando alcançar o viveiro e se deixar ela lá perto não para um instante sequer, parece cachorro louco. O filhote nem se importa, nem dá trela, não se assusta nem nada, as vezes ele até desce no fundo do viveiro pra andar perto da grade. 

Não sei dizer se pombos são só ou muito corajosos ou suicidas. 😅 Nenhum deles se assusta com ela, nem com nada, ao contrário que acontece com periquitos, calopsitas, etc, que podem até acabar se machucando por se debater na gaiola/viveiro por entrarem em pânico. Escolhi bem os meus filhos de penas, eles combinam e se adaptaram bem com a rotina e comportamento das pessoas aqui em casa. 

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Malu disse:

Eu prefiro ariscas, até as que eu comprei ainda filhotes e as que nasceram aqui, eu não fiquei mexendo demais pra continuarem um pouco ariscas. Elas não têm medo de mim, deixam eu chegar perto, sobem em mim, algumas até comem na mão. A única coisa que faz elas surtarem é se eu tentar pegar, só 3 (eu tenho 12) deixam pegar sem tentar voar. Um outro casal não gosta muito que pegue, mas também não bica, só tentam voar pra longe, e as outras sete bicam de tirar sangue se eu pegar. Com essas, normalmente eu levo uma gaiola pra dentro do viveiro, coloco comida só lá e tento fazer com que elas entrem sem eu ter que pegar, mas nem sempre dá certo. As aves mansas facilitam o manejo nesse sentido, mas são mais dependentes, ficam te chamando e pedindo atenção, sentem sua falta, eu não gosto. Apesar de ficar bastante tempo com elas, às vezes mesmo quando eu estou lá dentro do viveiro, depois de um tempo elas perdem o interesse em mim e vão cuidar da vidinha delas. Prefiro que sejam mais independentes e só me tolerem por perto. rs Além disso, oito delas já são casal, isso deixa elas ainda mais independentes. Até fazem uma festinha quando eu acordo, mas é mais pelo barulho de gente do que amor por mim, pq elas também fazem festa quando ouvem as outras pessoas da casa de manhã, e só eu entro no viveiro e tenho contato direito com elas. Elas gostam de ver gente por perto, interagem um pouco e depois saem pra lá. rs

Então n são ariscas, colega kkkk 

Pra mim, ave arisca é a que n deixa chegar perto, bufa e bica forte e grita se for pega

Edited by Nascimento
Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, VanessaHollier said:

@Malu Pois é, eu também penso assim: apesar de adorar passar um tempo com elas, não quero que sejam apegadas a mim, dependentes de mim mais do que o normal.

Eu solto eles no meu quarto e deixo eles andarem, voarem livremente, só quando eles ficam no chão que eu costumo pegar eles pra colocar sobre alguma superfície, a fêmea costuma voar ou correr só de eu ameaçar pegar ela, já o macho não liga muito. O filhote sempre voa em mim e fica sentado no ombro ou na cabeça, ele aceita carinho, mas odeia que peguem ele.

Descobri depois que o viveiro ficou pronto que nem mesmo lá o macho deixa o filhote em paz, então assim que acordam coloco o filhote no viveiro e ele passa o dia todo sozinho. Ele tem uma paisagem bem ampla pra observar, costuma pousar em um poleiro e passa o tempo observando as pombas do lado de fora comendo no jardim ou os outros pássaros que passam por ali. As vezes ele canta, mas a maior parte do tempo fica em silencio.  

A cachorra dos meus pais não se acostuma de jeito nenhum com os 'intrusos", fica pulando tentando alcançar o viveiro e se deixar ela lá perto não para um instante sequer, parece cachorro louco. O filhote nem se importa, nem dá trela, não se assusta nem nada, as vezes ele até desce no fundo do viveiro pra andar perto da grade. 

Não sei dizer se pombos são só ou muito corajosos ou suicidas. 😅 Nenhum deles se assusta com ela, nem com nada, ao contrário que acontece com periquitos, calopsitas, etc, que podem até acabar se machucando por se debater na gaiola/viveiro por entrarem em pânico. Escolhi bem os meus filhos de penas, eles combinam e se adaptaram bem com a rotina e comportamento das pessoas aqui em casa. 

Eu só tenho uma que aceita cafune e é surrealmente mansa, mas ela já chegou aqui assim, não é culpa minha. 😂 Outros dois que eu criei desde filhotes vêm no dedo, ficam no ombro, deixam pegar com alguma contrariedade, não bicam, mas tb não gostam muito de carinho. Os outros todos só querem de mim a comida. rs Uns são mais selvagens, outros menos, mas tenho certeza que todos consideram que estariam melhores sem a minha presença. E eu acho isso ótimo!

Nunca tive experiência de um ficar implicando com o outro a ponto de eu ter que separar. Nem todos se adoram, uns andam mais juntos, outros praticamente não interagem entre si, de vez em quando os machos disputam território, mas nunca se machucaram nem nada. Ainda tem um certo drama com os poleiros pra dormir, mas aos poucos eles estão se acertando. Eles têm um líder, tem uma hierarquia entre eles, quando eu coloco um macho novo, existe uma adaptação até esse macho aceitar a organização do grupo, então, nesse período, eles se estranham mais, mas logo passa. 

Sobre os cachorros (eu tenho dois), eu dei muita sorte. Já vi um monte de gente falar que os cachorros ficam tentando pegar, doidos pra entrar na gaiola e tal. Os meus ignoram completamente o viveiro. Eles passam do lado da grade, as calopsitas tão lá dentro do viveiro no chão e eles nem olham pra elas. Nem quando eu to lá dentro com elas, eles latem. E elas tb não têm medo, até pq eles nunca mexeram com elas. É muito engraçado pq uma vez minha mãe arrumou um casal de galinhas e meu cachorro ficou tao transtornado que a gente teve que devolver. rs E eles tb vivem correndo atrás dos pombos e rolinhas, mas as calopsitas, por algum milagre, eles nem olham. Lógico que não vai ser por isso que eu vou deixar eles junto delas, né? Mas só deles não latirem já é uma benção. rs 
 

2 hours ago, Nascimento said:

Então n são ariscas, colega kkkk 

Pra mim, ave arisca é a que n deixa chegar perto, bufa e bica forte e grita se for pega

Não, com o tempo elas perdem o medo da sua presença no viveiro, porque passam a entender que vc não vai tentar pegar a força (só as vezes rs), então elas te toleram lá, sabem que vc sempre leva comida quando entra, acostumam com a rotina. Não quer dizer que elas vão deixar vc colocar a mão nelas, mesmo algumas que até sobem em mim de vez em quando, não deixam eu pegar, não sobem no dedo, não gostam de cafune e bicam se precisar. rs Elas deixam eu chegar perto sem eu levar a mão pro lado delas, eu coloco as mãos no bolso ou nas costas quando chego perto delas nos poleiros. Elas ficam só me observando desconfiadas, aí eu posso olhar as penas, ver se tem fezes presas, algum parasita etc. Se eu levantar a mão pro lado delas, elas voam e fogem. Pra eu pegar sem usar a estratégia de deixar elas entrarem em uma gaiola sozinhas, eu preciso fechar uma parte do viveiro com elas dentro usando um pano e pegar elas com uma toalha, mesmo assim elas entram em pânico, gritam e bicam. Elas só bufam quando estão acuadas e não tem como fugir, como no viveiro elas podem voar pra longe mim, não tem pq elas ficarem paradas bufando. Mas quando elas estão separadas em alguma gaiola chocando, elas bufam, pq nesse caso, elas se defendem atacando. Como no viveiro maior elas tem mais liberdade, se sentem mais seguras e acabam perdendo o medo, mas não quer dizer que elas queiram o meu carinho. hahaha

Edited by Malu
Link to comment
Share on other sites

As minhas são arisca no meu ponto de vista, que não deixa pegar mas deixam fazer carinho, fica perto de mim, mas fogem de outras pessoas. É como se eu "fosse uma calopsita" e os outros não. Mesmo assim, se soltar um pouco ficam doidas.

Minha Atena foi criada na papa, mas dentro da gaiola, pra não se acostumar muito. Acho que nem o meu Zé é manso, ele ataca tudo e todos, e só eu pego, cuido, brinco etc.

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

O significado de arisco não é sempre "bravo, agressivo", mas pode ser também desconfiado, assustado ou esquivo, que não gosta que fiquem pegando, que se esquivam ou saem voando/correndo quando tentam pegar e por aí vai.

Edited by VanessaHollier
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...