Jump to content

Duas dúvidas: comportamento e companhia


Helena X

Recommended Posts

Nossa, que saudades desse fórum.

Então, é o seguinte: a história é longa.

Após a morte misteriosa da minha Arlequim e a fuga misteriosa da minha Pérola-CB (sofro até hoje), o que me restou foi a minha desnorteada Canelinha. Coitada, ela parece um filho "especial". Levou alguns dias pra entender que estava sozinha e onde eu a colocava, ela ficava o dia todo. Parece que ficou sem rumo, pois tudo o que sabia fazer era seguir a outra ave. Na verdade ela era muito próxima da Kitty, a calopsita que morreu. A Cherrie, a pérola-CB que acabou fugindo e não encontrei nem olhando o bairro todo, era mais como uma líder autoritária, do estilo "não me toque, eu que mando". Ela era quase humana, muito próxima a mim. De qualquer forma, Diana, a canelinha "especial", não sabia fazer nada sem segui-la. Se bobear, nem comia sem ela.

Enfim, de uns tempos pra cá, depois da morte da Kitty e ainda antes da fuga da Cherrie, ela começou a gritar em momentos aleatórios sem pausa. Por volta das 15-16h, e só pára quando a coloco na gaiola (as vezes, nem assim). Não é por falta de nada, nem afeto e nem nada. Sempre troco seu mix de sementes (ela não come frutas, nem absolutamente nada - é mais fácil ter medo do que tentar comer), a água, cubro sua gaiola quando a coloco para dormir (ainda tá frio aqui) e ela não brinca com nada. Não rói nada, não destrói nada... Coloca o bico nas divisas do chão, mas só faz raspar mesmo. Às vezes tenta comer cocô (óbvio que eu não deixo), como se estivesse ciscando no meio do chão do poleiro onde também ficam cascas de sementes. Tadinha, ela não sabe o que faz. Eu costumava tentar dar um grão de arroz pra ela comer, mas ela sempre deixava cair. Até as coisas mais simples ela faz de maneira boba - lembro que quando eu ia colocar as outras calopsitas no chão, elas pulavam a uma curta distância, já a Diana não descia nem por reza enquanto não sentisse o chão com suas patinhas e tivesse certeza de que era "pisável". Gente, é uma coisa muito louca. Ela realmente é uma psita "especial" pra mim.

Talvez essa "bobice" seja a razão pela qual ela grita desesperadamente? Porque eu realmente quero entender esse comportamento que, sério, já dura um ano. Talvez se sinta sozinha? Eu juro que passo a maior parte do tempo com ela, somente quando começa a gritar é que eu a levo de volta pro poleiro pois talvez seja fome, mas ela dificilmente come!!!! Ao menos não fora da Gaiola. Suas fezes sempre foram as que mais aparentam saudáveis, ela sempre aparentou ser mais saudável... E a gaiola é na verdade aqueles viveirinhos para periquito e não aquela menor que abre a frente com o poleiro... Acredito que isso não resolveria o problema.

Enfim, depois de toda a tristeza eu pensei que seria mais fácil não comprar outra calopsita, mas me parte o coração vê-la piar sem razão e pensar que possa ser solidão (mesmo com minha presença, talvez ela sinta falta de um amiguinho). Então dessa vez decidi que até poderia comprar uma ave, mas certamente seria um psitacídeo dos maiores. Considerei um papagaio ou um papagaio-do-congo, mas pelo histórico deles de agressão eu fiquei meio hesitante (conheço papagaios que correm atrás das visitas como um cachorro bravo, e outro que tenta avançar até no bebê recêm-nascido dos donos e nos animais maiores). Pensei então numa cacatua (ai, meu bolso, mas valeria a pena) por serem mais parecidas com as calopsitas e aparentemente igualmente dóceis. Sei que podem ser muito barulhentas, mas eu não me importo. Também até considerei uma arara... Mas não sei quão bem se dariam com minha pequena piu. 

Então, o que devo fazer? Vcs já viram esse comportamento antes? Sugerem que eu compre uma outra calopsita mesmo, ou uma ave maior também é ok?

Agradeço desde já.

Segue a foto da minha amorzinho.

LPRMsKE.jpg

Link to comment
Share on other sites

Ain, que dóóóó! :o

Se ela está saudável, penso que se sente sozinha, muito acostumada com as outras.

Olha, eu, particularmente, compraria outra psita, por questões de convivência entre as aves mesmo. Procure uma dócil, que esteja acostumada a outras calopsitas, ou quem sabe um namorado para ela? Os casais são tão lindos juntos. Você já tentou colocar ela em frente a algum espelho? Ou mostrar outra calopsita para ver como ela reage? Antes da partida das irmãs, ela não era assim, certo?

Faça os exames de rotina pra ter certeza se está tudo ok com a saúde, se tiver tempo que você não faz.

Link to comment
Share on other sites

50 minutos atrás, KamilaF disse:

Ain, que dóóóó! :o

Se ela está saudável, penso que se sente sozinha, muito acostumada com as outras.

Olha, eu, particularmente, compraria outra psita, por questões de convivência entre as aves mesmo. Procure uma dócil, que esteja acostumada a outras calopsitas, ou quem sabe um namorado para ela? Os casais são tão lindos juntos. Você já tentou colocar ela em frente a algum espelho? Ou mostrar outra calopsita para ver como ela reage? Antes da partida das irmãs, ela não era assim, certo?

Faça os exames de rotina pra ter certeza se está tudo ok com a saúde, se tiver tempo que você não faz.

Já tentei sim, mas ela não reage não, fica mais é com medo do espelho mesmo.

E não, começou com isso alguns meses após a perda da primeira psita que era tão próxima dela, antes da outra fugir. Um macho eu não sei, ela é tão bobinha que não sei se daria certo como mãe, ela tá mais pra filha mesmo, quem sabe eu tente, né? Lembro que quando chegou aqui ela nem tinha topete, as outras calopsitas batiam nela e ela não sabia revidar nem se defender. 

Gosto muito de aves (quero ser vet. especializada nessa área) então sempre quis ter um psitacídeo maior, mas não vou ser injusta com a Diana a ponto de passar por cima dela somente pra satisfazer uma vontade minha, nem colocá-la em risco quanto à convivência com uma ave que não sei se daria certo, afinal ela é minha bebêzinha e é por isso que vim pedir conselhos. rsrs

Obrigada pela opinião!

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

compra um machinho pra ela...  vai fazer esquecer as irmas !!!

tenho uma q sempre achei ele meio boba e se ta se saindo otima mae...

e nao acho legal colocar um passaro maior que ela junto já q ela é toda assustada

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

17 minutos atrás, Lais barbosa disse:

compra um machinho pra ela...  vai fazer esquecer as irmas !!!

tenho uma q sempre achei ele meio boba e se ta se saindo otima mae...

e nao acho legal colocar um passaro maior que ela junto já q ela é toda assustada

Obrigada!!

Você tem razão, pode ser um choque pra ela... Mesmo assim eu não pretendia comprar uma ave grande por agora, só se fosse uma calopsita mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Ai que dozinha da sua canelinha!! Compra uma companhia pra ela, acho que se sente melhor assim.

Depois vc compra uma cacatua pra fazer inveja em todo mundo aqui! kkkkkk

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

2 minutos atrás, Silviajapa disse:

Ai que dozinha da sua canelinha!! Compra uma companhia pra ela, acho que se sente melhor assim.

Depois vc compra uma cacatua pra fazer inveja em todo mundo aqui! kkkkkk

kkkkkkkkkk boa idéia!

Vou precisar vender um rim de adianto pra conseguir a cacatua, mas não vou desistir! (brincadeira, é claro) kkkkkkk Ainda mais pq sempre sonhei com uma Moluca (sabe, aquela com coloração pêssego).

Por agora acho que vou tentar conseguir um machinho pra minha Diana e ver como se saem, depois que tudo estiver certo eu parto pra outro piu maior.

Obg!

Edited by Helena C
  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Sem comentários para a cacatua. :x Apenas sonhos kkkkkkkkk

Então, compra mesmo. Ela vai se sentir menos sozinha, com certeza. Eu opinei pelo macho pq eu acho muito lindo eles de casal, eu acho que um casal se completa muito no mundo das aves. Até pelo instinto. Calopsitas são aves monogâmicas, daí a gente tira o tamanho da dedicação e entrega de um pelo outro.

Espero que encontre uma ave doce e que seja um ótimo companheiro para ela.

Ficamos na torcida. Nos dê notícias sempre! ^_^

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, KamilaF disse:

Sem comentários para a cacatua. :x Apenas sonhos kkkkkkkkk

Então, compra mesmo. Ela vai se sentir menos sozinha, com certeza. Eu opinei pelo macho pq eu acho muito lindo eles de casal, eu acho que um casal se completa muito no mundo das aves. Até pelo instinto. Calopsitas são aves monogâmicas, daí a gente tira o tamanho da dedicação e entrega de um pelo outro.

Espero que encontre uma ave doce e que seja um ótimo companheiro para ela.

Ficamos na torcida. Nos dê notícias sempre! ^_^

Obrigada Kamila!! Tbm espero encontrar o companheiro ideal, amo muito minha bb. 

Mas levaria tempo pra tentar reproduzir pq estou cogitando comprar um macho filhote ao invés de um adulto pra evitar a possibilidade de eles não darem certo e ela acabar "apanhando" e sofrendo. Pela minha experiência ela tem mt mais de 2-3 anos de idade, e mesmo assim quando ela chegou aqui nem tinha topete pq sofria e nem tentava revidar quando morava com outras psitas na casa anterior.

A calopsita da minha foto (q fugiu) era como uma lider mandona e tava sempre espantando e tentando brigar com ela (a maioria das vezes pq ela pedia carinho e a outra nao queria nem saber, tadinha kkkk). Espero q ela encontre um amorzinho e consiga ser uma boa mãe tbm.

 

 

Link to comment
Share on other sites

21 horas atrás, Helena C disse:

Nossa, que saudades desse fórum.

Então, é o seguinte: a história é longa.

Após a morte misteriosa da minha Arlequim e a fuga misteriosa da minha Pérola-CB (sofro até hoje), o que me restou foi a minha desnorteada Canelinha. Coitada, ela parece um filho "especial". Levou alguns dias pra entender que estava sozinha e onde eu a colocava, ela ficava o dia todo. Parece que ficou sem rumo, pois tudo o que sabia fazer era seguir a outra ave. Na verdade ela era muito próxima da Kitty, a calopsita que morreu. A Cherrie, a pérola-CB que acabou fugindo e não encontrei nem olhando o bairro todo, era mais como uma líder autoritária, do estilo "não me toque, eu que mando". Ela era quase humana, muito próxima a mim. De qualquer forma, Diana, a canelinha "especial", não sabia fazer nada sem segui-la. Se bobear, nem comia sem ela.

Enfim, de uns tempos pra cá, depois da morte da Kitty e ainda antes da fuga da Cherrie, ela começou a gritar em momentos aleatórios sem pausa. Por volta das 15-16h, e só pára quando a coloco na gaiola (as vezes, nem assim). Não é por falta de nada, nem afeto e nem nada. Sempre troco seu mix de sementes (ela não come frutas, nem absolutamente nada - é mais fácil ter medo do que tentar comer), a água, cubro sua gaiola quando a coloco para dormir (ainda tá frio aqui) e ela não brinca com nada. Não rói nada, não destrói nada... Coloca o bico nas divisas do chão, mas só faz raspar mesmo. Às vezes tenta comer cocô (óbvio que eu não deixo), como se estivesse ciscando no meio do chão do poleiro onde também ficam cascas de sementes. Tadinha, ela não sabe o que faz. Eu costumava tentar dar um grão de arroz pra ela comer, mas ela sempre deixava cair. Até as coisas mais simples ela faz de maneira boba - lembro que quando eu ia colocar as outras calopsitas no chão, elas pulavam a uma curta distância, já a Diana não descia nem por reza enquanto não sentisse o chão com suas patinhas e tivesse certeza de que era "pisável". Gente, é uma coisa muito louca. Ela realmente é uma psita "especial" pra mim.

Talvez essa "bobice" seja a razão pela qual ela grita desesperadamente? Porque eu realmente quero entender esse comportamento que, sério, já dura um ano. Talvez se sinta sozinha? Eu juro que passo a maior parte do tempo com ela, somente quando começa a gritar é que eu a levo de volta pro poleiro pois talvez seja fome, mas ela dificilmente come!!!! Ao menos não fora da Gaiola. Suas fezes sempre foram as que mais aparentam saudáveis, ela sempre aparentou ser mais saudável... E a gaiola é na verdade aqueles viveirinhos para periquito e não aquela menor que abre a frente com o poleiro... Acredito que isso não resolveria o problema.

Enfim, depois de toda a tristeza eu pensei que seria mais fácil não comprar outra calopsita, mas me parte o coração vê-la piar sem razão e pensar que possa ser solidão (mesmo com minha presença, talvez ela sinta falta de um amiguinho). Então dessa vez decidi que até poderia comprar uma ave, mas certamente seria um psitacídeo dos maiores. Considerei um papagaio ou um papagaio-do-congo, mas pelo histórico deles de agressão eu fiquei meio hesitante (conheço papagaios que correm atrás das visitas como um cachorro bravo, e outro que tenta avançar até no bebê recêm-nascido dos donos e nos animais maiores). Pensei então numa cacatua (ai, meu bolso, mas valeria a pena) por serem mais parecidas com as calopsitas e aparentemente igualmente dóceis. Sei que podem ser muito barulhentas, mas eu não me importo. Também até considerei uma arara... Mas não sei quão bem se dariam com minha pequena piu. 

Então, o que devo fazer? Vcs já viram esse comportamento antes? Sugerem que eu compre uma outra calopsita mesmo, ou uma ave maior também é ok?

Agradeço desde já.

Segue a foto da minha amorzinho.

LPRMsKE.jpg

Sinto muito o que vc passou foi horrível.

Compra um companheiro isso pode fazer ela se animar com uma nova calopsita e como ela estava acostumada conviver juntos pra ela não terá problema vc vai ver que ela vai ser animar e um namorado novo pro um processo doloroso séria bom ela precisa está com alguma ave igual ela, pensa isso e compra séria ótima pra ela. Boa sorte te desejo o melhor pra todos! 

psita, agapornis tbm séria uma boa ideia. Qualquer sua escolha estou com vc

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Eu ganhei o Benjamin bebê também para colocar junto da Hebe. Ela também perdeu a irmã e o irmão agapornis de uma forma muito trágica e nós sofremos muito. Eu não queria mais aves por causa do trauma, ia ficar só com ela, mas um amigo criador e o meu namorado encontraram o Ben e me presentearam. Foi muito bom.

Agora ele está na fase de aprender a cantar. Fica se exibindo pra ela, mas ainda é bebê, quando ela pede gala, ele não sabe o que fazer. Ainda não fazem carinho como casal, mas ele é bem novinho, ainda não sabe rsrs É muito legal acompanhar eles se conhecerem, o filhote crescer e formarem casal. Você vai amar.

Já tive agapornis manso. Desaconselho criar unicamente para companhia para sua baby pq são muito territorialistas e isso pode ocasionar alguns problemas. Sou apaixonada, são lindos e muito fofos, mas para fazer companhia para calopsita, o mais indicado, no meu entendimento é calopsita mesmo.

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...