Jump to content

Estágio de amansamento


Carolina Curi

Recommended Posts

Então, eu gostaria de saber mais ou menos qual estágio de amansamento meu pássaro está.

Eu comprei um periquito australiano jovem que já está amansado. Quando o peguei ele ficava na mão sem bicar.

Nos dias seguintes percebi que ele não tem medo de humanos (não pula na gaiola com medo), eu também consigo pegá-lo dentro da gaiola sem levar bicada e que ele come na minha mão. Eu consigo pegá-lo da gaiola colocando o dedo na sua frente, mas tenho que fazer um pouco de pressão na barriga para ele realmente subir. Ele também parece acostumado a ficar no ombro sem bicar nada.

Mas ao mesmo tempo que ele se mostra acostumado com presença de humanos, ele não gosta de mim e tenta ficar afastado quando possível. Eu tento não estressá-lo, mas experimento pegá-lo um pouco comigo todo dia.

Daí eu vejo videos e dicas de como amansar o periquito ou semelhantes e acabo ficando confusa já que ele faz muitas das coisas que estão nessas dicas, porém ele não gosta ou não se acostumou comigo. Num caso desses, qual é a dica? mantê-lo próximo até ele se acostumar, dar petiscos e tirá-lo por um curto tempo?  Tem algo mais que eu tenho que fazer?

Obrigada

Link to comment
Share on other sites

Olha, eu disse em outro post seu, mas isso varia MUITO de ave pra ave.

Essa calopsita que tá no meu perfil sempre foi muito afastadinha de mim, muuuuito assustada e só ficava com as outras calopsitas que eu tinha, mesmo subindo no dedo e tudo mais. Já contei a história dela aqui, ela não sabe fazer nada sem tomar outra ave como exemplo (por isso comprei um machinho filhote agora).
Continuei me esforçando pra me aproximar dela e logo ela já adorava o carinho, mas confesso que levaram alguns meses. Hoje em dia, então, não pode ver meu dedo que abaixa a cabeça até o pé, um amorzinho.

Mas creio que isso se deu mais pelo fato de ela ser acostumada com outras aves e não com humanos, então por ela já ser adultazinha era meio difícil de se acostumar.

No seu caso eu só posso dizer para que tenha paciência, mesmo.
 Pode ser que leve um mês, dois... Ou muito menos que isso. Pelo que sei acompanhando vc, ele está contigo mal tem uma semana... Vc deve estar bem ansiosa, mas segura aí, é assim mesmo. Ele não vai ficar acostumado a você tão fácil, quando comprei minha primeira calopsita ela levou quase um ou dois meses pra se acostumar totalmente (era MUITO dependente de mim, tanto que chegava a ser prejudicial), e olha que ela devia ter por volta dos 1 mês e ainda comeu papinha até os 4.

Vc tem q continuar fazendo oq está fazendo, dá comida na mão, fica sempre próximo dele (não tem problema ele ficar distante). Mas faz o maior esforço possivel pra ficar próximo, deixa ele no seu ombro, etc, vc tem q mostrar pra ele que é de confiança.

Não creio q vá demorar taaanto, é só não se fixar nessa idéia de ele ficar manso logo e ficar relaxada. Aproveita a companhia dele da forma que puder agora, tenta deixar ele no seu colo ou no seu ombro o máximo possível e se ele insistir que não quer, apenas fique próximo e ofereça sementes, mantenha contato. Ele já sobe no dedo e é manso em geral, então vc não vai ter muitos problemas, com certeza. É só a confiança mesmo.

E sobre esse impulso na barriga, é comum tb pq ele é novinho. Meu filhote não sabia subir no dedo e ainda fica moscando um pouquinho, daí tenho q impulsionar a barriguinha mas aí ele sobe sem problemas.

Boa sorte. Tira uma fotinha dele pra gente ver.

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

É complicado, mas uma coisa é fato, as aves gostam das coisas do jeito delas.
Olha, eu tenho uma calopsita, o Errow, eu peguei ele novinho, com 1 mes. 
Ele é muito manso. Vai no ombro de todo mundo, faço carinho, ele canta cmg... um amor
Maaaaaas, tem dia que ele tá impossível. Não me deixa fazer carinho, quer ficar perto, mas do jeito dele.

Onde quero chegar, é que as aves são mais temperamentais. Minha calopsita nunca me bicou forte, de sair sangue... mas, quando ele não quer vir no meu dedo, ou não quer graça, ele me bilisca. 
Não é porque ele está arisco, mas é a forma dele te dizer que não quer.

As vezes quero morder de tão fofo que ele é.... mas as vezes, o melhor a fazer é deixar ele quietinho.
 

Link to comment
Share on other sites

+HelenaX A dúvida agora é exatamente qual o procedimento para acostumá-la comigo, já que algumas das etapas de amansamento já foram resolvidas. Seria no caso específico do meu pássaro mesmo. Se é para continuar fazendo as mesmas coisas, tudo bem.

E tenho o Bis já a três semanas! A primeira ele estava saindo da fase de filhote e só comia e dormia, daí não fiz muita pergunta. Mas agora q ele parece bem acostumado e já ajeitadinho que comecei a perceber as diferenças e o que funcionava e o que não, e daí que começarm as dúvidas de comportamento e sobre o que fazer, se isso é normal ou não, etc.

+Maria Carolina Minha ave anterior era assim tb, era uma agapornis que era muito mansa mas apenas comigo. Ela gostava de andar no ombro das outras pessoas, mas ninguém além de mim podia fazer carinho nela, e quando ela estava cansada, ela deixava bem claro me bicando.

O Bis é um outro pássaro, no começo tinha espectativas dele ser semelhante ao meu pássaro anterior, mas agora percebi que vai ser bem diferente (ainda mais que minha agapornis eu peguei bem bebê)

Link to comment
Share on other sites

Então, eu acho que é só questão de tempo mesmo, vc está indo bem. Não tem que mudar nada e não tem nenhum segredo ou dica a mais pra dar, basta manter contato e não desistir dele por ser diferente da outra ave, ok?

Tenho certeza de que logo vcs serão inseparáveis.

Boa sorte

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
Em 09/11/2016 at 18:44, Helena X disse:

Então, eu acho que é só questão de tempo mesmo, vc está indo bem. Não tem que mudar nada e não tem nenhum segredo ou dica a mais pra dar, basta manter contato e não desistir dele por ser diferente da outra ave, ok?

Tenho certeza de que logo vcs serão inseparáveis.

Boa sorte

Faz mais ou menos um mês desde que estou com o Hórus, meu periquito. Eu chamo ele de Hórus por ser muito sério, mas meu noivo gosta de chamá-lo de Mentos.

Agora parece que ele se acostumou com o apartamento, está mais ativo quando eu tiro ele da gaiola ele gosta de andar pelas mesas principalmente, eu deixo coisinhas para ele brincar, papel para picar. Uma vez coloquei um video de Periquitos cantando e ele adotou o meu notebook como lugar preferido dele. Acho que ele fica esperando que os periquitos apareçam novamente, ou ele simplesmente gosta que o notebook é quentinho, não sei.

Se ele não está próximo de uma mesa, ele geralmente prefere ficar no ombro, já se acostumou com isso. E o maior desenvolvimento é que tem momentos que ele deixa eu fazer carinho, são curtos, mas ele está deixando já.

Minha maior dúvida no momento é que quando dentro da gaiola ele fica muito paradão. E ele parece evitar o chão da gaiola o máximo possível, o que é um problema já que a água está no potinho lá embaixo. Estava deixando o potinho para ver se ele gosta de tomar banho (que parece q não, experimentei borrifar água e ele saiu correndo de mim), eu tenho um bebedouro, mas ele ainda não aprendeu a beber água nele.

No mais, minha única dúvida no momento  é se periquito australiano dá para cuidar de apenas um. Eu fiz pesquisa e muitos dizem que sim, dá para apenas ter um, mas vira e mexe tem outro que diz ser obrigatório ter no mínimo 2 e isso me deixa muito confusa.

IMG_0158.JPG

IMG_0160.JPG

Link to comment
Share on other sites

Pode ter somente um sim, não é "obrigatório" ter mais de uma ave. Acontece que psitacídeos são beeeem dependentes, dependem de muito carinho e muita atenção, por isso mesmo alguns demoram a se acostumar com os donos e recomendam que se tenha ao menos uma ave de companhia (pois nem sempre estamos disponíveis ao nosso piu e eles não vivem bem sozinhos, de fato).
Conheço bastante gente que só tem uma calopsita e nunca teve problema algum (a youtuber Brena Braz por exemplo só tem uma calopsita macho há 11 anos), o mesmo vale pra somente um periquito. Se você ver que ele está muito solitário ou até muito dependente de você (como foi meu caso), consiga uma companhia. Pode até ser do mesmo sexo, mas se você achar melhor ficar somente com ele e não houver problema algum da parte dele, então que assim seja! :)

Que bom que o progresso evoluiu! Sobre o medo de descer na gaiola eu acho até comum. Minha fêmea só faz as coisas por ver que o amiguinho está fazendo também. Quando estava só com ela, ela mal descia do poleiro, não fazia NADA e mal comia também, quem dirá descer pro fundo da gaiola... Jamais. Agora, com ele, é uma festa sem fim em qualquer lugar.
Já a minha mais antiga também tinha medo de várias coisas, inclusive o fundo da gaiola, mas logo acabou descendo por curiosidade e perdeu o medo (era amarelo, então ela ficava amedrontada hehe).
São situações muito relevantes pra cada ave mesmo.
Seu Hórus/Mentos é lindo!!
 

 

Link to comment
Share on other sites

21 horas atrás, Helena X disse:

Pode ter somente um sim, não é "obrigatório" ter mais de uma ave. Acontece que psitacídeos são beeeem dependentes, dependem de muito carinho e muita atenção, por isso mesmo alguns demoram a se acostumar com os donos e recomendam que se tenha ao menos uma ave de companhia (pois nem sempre estamos disponíveis ao nosso piu e eles não vivem bem sozinhos, de fato).
Conheço bastante gente que só tem uma calopsita e nunca teve problema algum (a youtuber Brena Braz por exemplo só tem uma calopsita macho há 11 anos), o mesmo vale pra somente um periquito. Se você ver que ele está muito solitário ou até muito dependente de você (como foi meu caso), consiga uma companhia. Pode até ser do mesmo sexo, mas se você achar melhor ficar somente com ele e não houver problema algum da parte dele, então que assim seja! :)

Que bom que o progresso evoluiu! Sobre o medo de descer na gaiola eu acho até comum. Minha fêmea só faz as coisas por ver que o amiguinho está fazendo também. Quando estava só com ela, ela mal descia do poleiro, não fazia NADA e mal comia também, quem dirá descer pro fundo da gaiola... Jamais. Agora, com ele, é uma festa sem fim em qualquer lugar.
Já a minha mais antiga também tinha medo de várias coisas, inclusive o fundo da gaiola, mas logo acabou descendo por curiosidade e perdeu o medo (era amarelo, então ela ficava amedrontada hehe).
São situações muito relevantes pra cada ave mesmo.
Seu Hórus/Mentos é lindo!!
 

 

Eu ainda estou aprendendo a entendê-lo. Minha dúvida é que ele ainda não "depende" de mim. Ele me aceita, mas o meu amor ainda é one-sided.

Eu acho que ele entendeu que não está em perigo, se acostumou com a rotina, mas ainda não me aceita ou o meu noivo. É por isso que ele fica quietinho e caladão, pia pouco no dia e só é mais ativo quando o tiro da gaiola.

Como só tive uma agapornis, só tenho ela para comparar. Era só uma mas previa que a atenção que eu conseguia dar era suficiente, daí não sentia necessidade de pegar outra.

Já o Hórus acho q ainda está se acostumando. No momento me preocupo se ele não está solitário, se isso vai mudar ou se sua personalidade realmente é mais dependente de outro periquito e não vai mudar para humanos.

Estou contente de ter visto progresso, mas agora me preocupo se ele está realmente feliz.

Link to comment
Share on other sites

22 minutos atrás, Carolina Curi disse:

Eu ainda estou aprendendo a entendê-lo. Minha dúvida é que ele ainda não "depende" de mim. Ele me aceita, mas o meu amor ainda é one-sided.

Eu acho que ele entendeu que não está em perigo, se acostumou com a rotina, mas ainda não me aceita ou o meu noivo. É por isso que ele fica quietinho e caladão, pia pouco no dia e só é mais ativo quando o tiro da gaiola.

Como só tive uma agapornis, só tenho ela para comparar. Era só uma mas previa que a atenção que eu conseguia dar era suficiente, daí não sentia necessidade de pegar outra.

Já o Hórus acho q ainda está se acostumando. No momento me preocupo se ele não está solitário, se isso vai mudar ou se sua personalidade realmente é mais dependente de outro periquito e não vai mudar para humanos.

Estou contente de ter visto progresso, mas agora me preocupo se ele está realmente feliz.

Carolina eu acho que o problema é que você quer que ele se apegue a você ou que fique dependente de você mais isso não vai acontecer porque os periquitos são diferentes dos agapornes e das calopsitas eles são muito independentes e não se apegam tanto aos humanos, vejo isso com os meus quando estão soltos ficam brincando e se distraindo com outras coisas e nem ligam pra mim eu sou mais um poleiro onde eles podem pousar kk também vejo que eles não sentem minha falta como as calopsitas pois essas passam o dia gritando e quando me veem ficam doidas pra sair da gaiola já os periquitos nem ligam se estou com eles ou não, só estou tentando dizer que se você quer uma ave que te de atenção ou que dependa mais de você devia escolher ter uma calopsita ou um agapornes como você já teve...

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Em 26/11/2016 at 12:51, Tainá disse:

Carolina eu acho que o problema é que você quer que ele se apegue a você ou que fique dependente de você mais isso não vai acontecer porque os periquitos são diferentes dos agapornes e das calopsitas eles são muito independentes e não se apegam tanto aos humanos, vejo isso com os meus quando estão soltos ficam brincando e se distraindo com outras coisas e nem ligam pra mim eu sou mais um poleiro onde eles podem pousar kk também vejo que eles não sentem minha falta como as calopsitas pois essas passam o dia gritando e quando me veem ficam doidas pra sair da gaiola já os periquitos nem ligam se estou com eles ou não, só estou tentando dizer que se você quer uma ave que te de atenção ou que dependa mais de você devia escolher ter uma calopsita ou um agapornes como você já teve...

Isso é muito confuso pois eu li informações contrárias: de que os periquitos podem ter mesma relação com os humanos do que as calopsitas, que aceitam carinho e são carinhosos (na minha pergunta por "periquito australiano para companhia")

Foi com base nessa informação que decidi por um periquito justamente por eu não querer repetir o agapornis (por questão emocional) e eu não tenho muito interesse por calopsitas. Como eu não encontrei nada sobre tirivas, só me sobrou a opção do periquito.

Mesmo sabendo que eu não vou conseguir a mesma conexão com meu periquito como eu tinha com minha agapornis (algo que se eu soubesse antes teria me poupado certa expectativa é frustração) ainda tenho dúvida se ele vai melhorar sozinho e apenas precisa de mais tempo ou se vou precisar comprar outro para fazer companhia.

Mas agora estou um tanto desconfiada por não conseguir achar informação confiável... está tudo muito confuso.

Edited by Carolina Curi
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...