Jump to content

Cuidado com as asas!!! calopsita solta em sp


GabrielEger

Recommended Posts

Ontem ouvi uma Calopsita gritando e fui seguindo o barulho, acabei achando ela solta em uma árvore aqui perto da minha casa... infelizmente não consegui pegar pois outro pássaro assustou e ela voou pra bem longe :(

A coitada fugiu de alguma casa aqui perto, e estava com as asas crescidas..ontem estava um dia chuvoso e da até medo de pensar no q pode ter acontecido com ela agora...

Esse tópico é só um alerta mesmo, pra pedir q fiquem de olho nas asas deles, não espere acontecer algo assim pra ser mais cuidadoso...corta o coração ver um desses coitados perdidos por aí... :(

  • Gostei 6
Link to comment
Share on other sites

É verdade isso é realmemte triste, eu ja achei 2 calopsitas perdidas.. e hoje uma delas vive comigo, pois n achei o dono!

Infelizmente ja passei por isso, quando eu comecei a criar calopsitas eu tinha 14 anos, e com inexperiência deixei 2 filhotes fugirem, sem falar das vezes que tmbm ouço e vejo uma calopsita voando desesperada por ai e gritando... temos que ter muito cuidado mesmo, tanto com as calopsitas como com outros pássaros..

Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...

Realmente o descuido de muitos é muito grande. Eu perdi uma minha em dezembro, mas não foi por descuido, foi o improvável. Minha casa é uma verdadeira fortaleza, tem tela em todas janelas e portas, o quintal onde ficam é todo fechado com telhado, mas o meu danadinho nesse período de reprodução procurava tudo quanto era buraco que pudesse simular um ninho e conseguiu achar um buraquinho da calha de chuva no alto do telhado e entrou nele atravessando a calha para fora do telhado. 

Fiquei durante oito dias andando nas ruas em horários diferentes, nos dois primeiros dias passei o dia inteiro procurando, cheguei a encontrar ele no dia seguinte numa arvore gigantesca, que não tinha como subir nela, chamei até os bombeiros mas não quiseram vir ajudar, dai ela se assustou com o movimento e fugiu novamente.  Espalhei por volta de 150 cartazes oferecendo recompensa por toda a região onde moro e minha surpresa é a quantidade de calopsitas que são encontradas fugidas. Entraram em contato comigo 6 pessoas que encontraram calopsitas fugidas, mas infelizmente nenhuma era a minha. Cheguei a pensar que no intervalo de 3 semanas apareceram todas essas, imagina quantas outras que foram encontradas e não me ligaram, tudo isso somente no meu bairro e em volta dele.

Temos que cuidar realmente para que elas não fujam, pensar no improvável pois até assim elas conseguem fugir quando se assustam, hoje me precavi ainda mais e forrei todo o telhado por dentro com tela de galinheiro, mas nada ameniza a dor da perda e de não saber como ela está, se sobreviveu ou não.

Link to comment
Share on other sites

8 minutos atrás, RodrigoM disse:

Realmente o descuido de muitos é muito grande. Eu perdi uma minha em dezembro, mas não foi por descuido, foi o improvável. Minha casa é uma verdadeira fortaleza, tem tela em todas janelas e portas, o quintal onde ficam é todo fechado com telhado, mas o meu danadinho nesse período de reprodução procurava tudo quanto era buraco que pudesse simular um ninho e conseguiu achar um buraquinho da calha de chuva no alto do telhado e entrou nele atravessando a calha para fora do telhado. 

Fiquei durante oito dias andando nas ruas em horários diferentes, nos dois primeiros dias passei o dia inteiro procurando, cheguei a encontrar ele no dia seguinte numa arvore gigantesca, que não tinha como subir nela, chamei até os bombeiros mas não quiseram vir ajudar, dai ela se assustou com o movimento e fugiu novamente.  Espalhei por volta de 150 cartazes oferecendo recompensa por toda a região onde moro e minha surpresa é a quantidade de calopsitas que são encontradas fugidas. Entraram em contato comigo 6 pessoas que encontraram calopsitas fugidas, mas infelizmente nenhuma era a minha. Cheguei a pensar que no intervalo de 3 semanas apareceram todas essas, imagina quantas outras que foram encontradas e não me ligaram, tudo isso somente no meu bairro e em volta dele.

Temos que cuidar realmente para que elas não fujam, pensar no improvável pois até assim elas conseguem fugir quando se assustam, hoje me precavi ainda mais e forrei todo o telhado por dentro com tela de galinheiro, mas nada ameniza a dor da perda e de não saber como ela está, se sobreviveu ou não.

A minha fugiu também por um descuido, minha casa também é cheia de telas, mas minha esposa foi tirar o lixo e não fechou a porta direito e com o vento a porta abriu. Consegui localiza-la depois de 45 dias numa mata perto de casa, mas para pega-la usei um alçapão e levei a gaiola com a fêmea para atrai-lo, tente ir a um local onde tenha água, normalmente elas ficam por lá.

Link to comment
Share on other sites

Animador o seu relato. Onde moro existe uma infinidade de arvores centenárias e gigantescas, a região é muito arborizada.. Pensei nessa possibilidade também, tanto que fiquei oito dias andando o dia inteiro pela região, conheci todo mundo a volta, perguntava e questionava as pessoas, mas ninguém viu ou ouviu ela. É como se ela tivesse evaporado, somente eu que consegui ver ela nessa árvore, até porque eu estava procurando e quando ela me viu começou a gritar e chamou a minha atenção. Vou continuar procurando, quem sabe, milagres acontecem, pois ela embora fosse mansa não ia com ninguém, pois era muito assustada, somente comigo ela vinha, tanto que ficou no alto da árvore e não descia com medo das pessoas que estavam embaixo. Meu coração diz que ninguém conseguiu pegar ela, ou morreu ou sobreviveu sozinha.

Link to comment
Share on other sites

O meu macho cara Branca eu encontrei largado na rua, todo fraco desnutrido, não sei se abandonaram ou fugiu, pois ele estava com a asa cortada, então acho que alguém o descartou devido sua valentia, dá trabalho até pra por a comida mas hoje ela já está se preparando para ter filhotes com uma Lutino.

Link to comment
Share on other sites

Em relação à poda das asas, há muitos anos sigo o critério de não cortar as 3 ou 4 da ponta, e cortar as penas da 4 até a 10. Não podo, portanto, as 3 ou 4 da ponta nem as que ficam próximas ao corpo do animal. Há tutoriais nesse sentido. No entanto, as que tenho em casa hoje, apesar de costumar fazer esse tipo de poda, optei por deixá-las sem poda alguma, as asas estão no seu tamanho natural. Quando eu as solto, fecho as janelas. Tenho a intenção de, em breve, por telas nas 3 janelas, até porque neste espaço onde elas ficam, também fica nossa pequena biblioteca e local de estudos (eu e minha esposa somos professores e, portanto, passamos um bom tempo lá). 

P.s.: já perdi um calopsita com poucos meses e manso, 2 anos atrás, e que estava com as asas aparadas, mas, obviamente, não o suficiente.

Link to comment
Share on other sites

13 horas atrás, RodrigoM disse:

Animador o seu relato. Onde moro existe uma infinidade de arvores centenárias e gigantescas, a região é muito arborizada.. Pensei nessa possibilidade também, tanto que fiquei oito dias andando o dia inteiro pela região, conheci todo mundo a volta, perguntava e questionava as pessoas, mas ninguém viu ou ouviu ela. É como se ela tivesse evaporado, somente eu que consegui ver ela nessa árvore, até porque eu estava procurando e quando ela me viu começou a gritar e chamou a minha atenção. Vou continuar procurando, quem sabe, milagres acontecem, pois ela embora fosse mansa não ia com ninguém, pois era muito assustada, somente comigo ela vinha, tanto que ficou no alto da árvore e não descia com medo das pessoas que estavam embaixo. Meu coração diz que ninguém conseguiu pegar ela, ou morreu ou sobreviveu sozinha.

Tem que saber mais ou menos onde ele deve estar, mas para pega-lo veja se consegue uma fêmea, se no caso o seu for macho, e faça ela piar, cantar, que mesmo longe ele escuta.

Link to comment
Share on other sites

 

@Ruz, eu não consigo saber para qual lado ele foi, uma vez que quando achei ele no dia seguinte nessa arvore, ela ficava dentro de uma escola, dai eu armei um esquema, enquanto eu ficava lá dentro, meu sobrinho ficava do lado de fora para ver para onde ia se voasse de novo, dai o tempo foi passando e juntando pessoas e acabamos esquecendo a formação original e os dois entramos na escola. Quando ele voou consegui ver apenas a direção que ele ia por sobre os muros, mas depois fiquei sem saber se ele fez alguma curva ou não. Durante todos os dias seguintes eu caminhava pelas ruas olhando as arvores e pregando cartazes desde as nove da manhã e ia até o anoitecer, voltava somente para beber água e descansar uma meia hora. Fiquei rodando pelos mesmos locais por uns 2 kms quadrados e nada. Depois de todos esses dias encontrei uma pessoa que cria aves e entende de tudo sobre o comportamento delas, foi quando ele me disse que uma ave caseira não tem a mesma percepção de uma ave da natureza, quando elas fogem elas voam numa linha reta, não conseguem olhar para o lado e fazer curva desviando o percurso. Me orientou a seguir o percurso reto por onde eu vi ela sumir no muro, mas dai já havia passado muito tempo. Talvez se eu soubesse disse teria encontrado ele em outras arvores. Eu acho que ele morreu, pois ninguém nem sequer ouviu ou viu ele voando e olha que qualquer pessoa que eu visse na rua eu parava e perguntava. Eu tenho outras calopsitas que gritam o dia inteiro, mas para piorar a situação parece que elas sentiram, não deram um grito sequer naquela semana, ficaram todas quietas, parece que sentiram a situação tensa que estava. Inclusive voltamos em casa e pegamos a fêmea dele, levamos ela lá, mas a coitadinha estava tão assustada que não deu um pio sequer e ele devido ao estresse tambem não desceu. Ainda tenho esperanças que alguém veja os meus cartazes e devolvam caso ele esteja vivo. Ofereci até recompensa, somente assim começou a aparecer gente de todo lado dizendo que encontrou uma calopsita perdida. Inclusive ganhei um cara branca muito manso de uma pessoa que não podia mais cuidar dele pois o cachorro dele estava maltratando, ele canta muito, adora ficar no ombro e segue a gente o tempo todo como um cachorrinho, mas infelizmente ele não pode ocupar o vazio que o outro deixou.

Link to comment
Share on other sites

boa sorte na busca amigo.

meu vizinho perdeu o dele, foi para a reserva que tem aqui em frente fomos lá ele saiu voando e nunca mais vimos ele, tem uns quinze dias já.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...