Sign in to follow this  
DCM Balthazar

Artigo: Aspergilose nas aves domésticas, exóticas e silvestres - Dr. Alexandre Pessoa

Recommended Posts

DCM Balthazar

A aspergilose é doença comumente diagnosticada nas aves de companhia. Indivíduos imunocomprometidos são comumente acometidos por este agente. As doenças micóticas estão freqüentemente associadas com morbidade e mortalidade em aves, sendo que a aspergilose tem papel importante nas doenças respiratórias.

Aspergillus fumigatus é o agente mais comumente encontrado, seguido do A. flavus e A . niger. Chegar a um diagnóstico preciso da patologia na maioria dos casos, é um grande desafio ao médico veterinário. Papagaios cinzentos africanos, papagaios sul americanos, aves de rapina e as aves aquáticas são os mais acometidos. A susceptibilidade aumenta com o estresse, técnicas deficientes de manejo, corticoterapia, irritantes respiratórios, antibioticoterapia ou outra patologia concomitante.

Animais saudáveis que inalaram grandes quantidades de esporos não desenvolveram a doença enquanto outros imunocomprometidos mediante inalação de pequena carga de esporos, desenvolveram a doença. Devemos lembrar que a aspergilose é onipresente.

A infecção geralmente é dividida em sistêmica ou localizada. O início, na maioria dos casos é localizado, como no trato respiratório inferior e mais tarde avança para outros sistemas. A siringe (faringe inferior existente na extremidade inferior da traquéia da maior parte das aves), os sacos aéreos torácicos caudais e os sacos aéreos abdominais constituem os locais mais comumente afetados.

É bom salientar que a própria anatomia do trato respiratório das aves (`"siringe estreita") predispõe ao bloqueio de certos debris. Não podemos esquecer que uma pequena área da siringe é formada por epitélio escamoso estratificado o qual pode ser ou estar modificado pela hipovitaminose A. Uma hipertrofia ou hiperceratose pode ocorrer e permitir a colonização por esporos inalados. A pele, músculos, trato gastrintestinal, fígado, rins, olhos e cérebro também podem ser acometidos. O tempo de incubação varia com o tipo de exposição. Experimentalmente filhotes de avestruz infectados morreram entre 2 a 8 dias após a exposição aos esporos.

Os sinais clínicos associados a aspergilose no trato respiratório incluem dispnéia, depressão e emaciação. Biliverdinúria (biliverdina na urina) é comum. Paresia posterior e fraqueza pode estar presente. Dispnéia ou alteração vocal pode constituir os primeiros sinais de infecções siringeanas ou traqueais.

As infecções nasais e sinusais podem se associar com uma abertura nasal anormalmente formada, um sulco longitudinal na ranfoteca ou mesmo necrose. Discorrendo um pouco mais sobre as afecções sinusais ou nasais, a destruição do tecido adjacente incluindo o osso ou bico pode ser substancial. A lesão tipicamente se apresenta seca, granulomatosa, com um aumento destrutivo dento de uma narina.

Suspeita-se de aspergilose com base nos sinais clínicos, anamnese, achados de exame físico, hematologia, radiologia, endoscopia ou cirurgia exploratória. A cultura deste agente sem a presença de lesões não é diagnostico pela sua condição onipresente anteriormente ressaltada. 

Citologia por lavado do saco aéreo ou biopsia guiada pelo endoscópio é útil para diagnostico das infecções do trato respiratório baixo ou inferior.

O diagnostico diferencial para aves maduras com heterofilia severa e perda de peso, deve incluir a clamidiose e micobacteriose. Dispnéia severa também pode ser causada por aumento da pressão abdominal (massas, ascite, hepatomegalia), pneumonia e inalação de corpo estranho.

Referências

RITCHIE, B.; HARRISON, G.; HARRISON, L. Avian Medicine: Principles and Application. Wingers Publishing, Lake Worth, Florida, 1994. 1407p.

RUPLEY, A. Manual de Clínica Aviária. Editora Roca LTDA, São Paulo, 1999. 582p.

 

 

Carlos Alexandre Pessoa, DVM; MSc
F: (11) 99820-2330 / 99911-2330
E-mail: animalexotico@terra.com.br
Website: www.animalexotico.com.br

 

Conteúdo cuja publicação foi gentilmente autorizada pelo autor.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this