Jump to content

Formação de casais após a morte de um deles


Lola Aybar

Recommended Posts

Por favor, preciso de ajuda! Tinha um casal de calopsitas e duas filhotas desse mesmo casal que vivem grudadas.

Há dois meses, perdi a fêmea do casal subitamente. Como meu irmão morreu um dia depois e mora em outro país, tive de enterrar a minha pequena e partir. Devo dizer também que na cidade de Araraquara, o atendimento para esses pássaros tem de melhorar para chegar à precariedade.

Um mês depois (e percebendo que todos estavam saudáveis), comprei uma nova fêmea de um criador local (deve ter uns 4 meses agora) porém,  há duas semanas que essa fêmea canta feito macho, porque de fato, é um macho. Ele propôs uma troca, mas eu amo esse bichinho e não há troca possível quando a gente adotou.

Agora estou com as duas fêmeas que continuam grudadas (algo menos, mas quase igual) e dois machos que ficam sós. Quer dizer, desequilibrou ainda mais o que já estava desequilibrado.

Perguntas: Existe alguma possibilidade de que as fêmeas se interessem por esse novo macho quando ele atingir a maturidade ou terei de comprar nova fêmea para ele? O macho que ficou só não faz contato algum com as filhas, ele foge. Será que com o tempo ele aceita nova companheira ou deixo a coisa como esta? Muito obrigada!!!

Link to comment
Share on other sites

primeiro !! não aconselho o pai formar casal com a filha pelo fato de cruzamento consanguíneo aumentar muito a chance dos filhos virem com defeitos genéticos, então terá que compra uma fêmea pra ele de preferência mais velha com uns dez  meses pois estará mais próximo de um ano de idade e poderá cruzar!! quanto ao filhote macho ele é muito novo ainda quando tiver uns sete meses deve começar a querer cruzar com alguma das pequenas que já estão aí e formará casal, o importante é que elas devem forma casal quando tiverem um ano de idade pois evita problemas nas fêmeas  na hora da postura como ovo preso

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Muito obrigada, Proteus. Sei que não é legal casamentos assim, rs. mas não pretendo fazer criação. Tive experiência ruim e o que me importa é que eles neles não fiquem sozinhos ou desparelhados. As duas fêmeas vivem juntinhas desde que nasceram e não sei se vão aceitar um macho, porque já estão com 3 anos e se comportam como um casal.

Vou seguir o seu conselho e tentar achar uma fêmea mais adulta para o macho mais velho (tem 5 anos) e aguardar para ver se o Baby escolhe e é escolhido por uma das fêmeas já existentes. Procurei por uma fêmea adulta no momento da compra do Baby, mas só encontrei filhote por aqui. Talvez outra possibilidade seja achar uma fêmea novinha para o filhote e uma mais velha para o adulto e não desequilibrar as coisas ainda mais. Obrigada por tudo, de verdade. Ajudou e muito! Ah, acho que a mãe morreu justamente de ovo presso, senti o volume, mas não consegui ajudá-la em plena madrugada. Abração!

 

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...