Jump to content

Criação em colônia e poligamia


Malu

Recommended Posts

Boa tarde,

Queria saber de alguém que cria suas calopsitas todas juntas se elas costumam trocar de casal com frequência.

Edited by Malu
Link to comment
Share on other sites

Inclusive um casal viveu 8 anos juntos, e uma semana após a morte do macho a fêmea também faleceu. 😢 

 

  • Triste 2
Link to comment
Share on other sites

É, não entendo nada de periquitos. rs Mas as calopsitas também são monogâmicas, pelo menos na natureza. Só que eu já vi varias pessoas falando que quando elas estão em cativeiro isso nem sempre acontece. Eu queria saber se é realmente comum elas trocarem de casal, ou se é um fato mais raro. As minhas vivem todas juntas, e os casais já formados ficam só um perto do outro. Eu deixo elas mesmas se organizarem, mas seria até interessante elas trocarem de vez em quando pq teria mais variedade de mutação de filhotes.

Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Malu disse:

É, não entendo nada de periquitos. rs Mas as calopsitas também são monogâmicas, pelo menos na natureza. Só que eu já vi varias pessoas falando que quando elas estão em cativeiro isso nem sempre acontece. Eu queria saber se é realmente comum elas trocarem de casal, ou se é um fato mais raro. As minhas vivem todas juntas, e os casais já formados ficam só um perto do outro. Eu deixo elas mesmas se organizarem, mas seria até interessante elas trocarem de vez em quando pq teria mais variedade de mutação de filhotes.

Na casa da minha tia tem 6 calopsitas, cada uma com seu parceiro. Ela diz que nunca trocaram. 

  • Obrigado 1
Link to comment
Share on other sites

Olha, tenho um caso diferente:

Um macho silvestre faz casal com uma lutino pérola. Mas vez ou outra ele cruza com uma fêmea canela. Porém ele so ajuda a chocar os ovos da lutino. A fêmea canela ja botou e todos os ovos dela foram galados por ele, e ela é solteira. Inclusive a ultima vez que ela botou ele tava chocando ovos junto com a lutino e saia do ninho pra cruzar  com a canela. 

 

  • Obrigado 1
Link to comment
Share on other sites

Mas temos que considerar que cada ave é diferente. Algumas são extremamente fiéis, outras vez ou outra pulam a cerca, outros tem 2 fêmeas ou dois machos, tem também os solteirões... e aí vai.

  • Obrigado 1
Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, cilene1234 said:

Verdade, só aceitam outro parceiro quando morre seu anterior

Na maioria das vezes, sim. Os meus nunca trocaram de casal. Mas já li gente contando que acontece, aparentemente não é tão frequente, mas como eu vi um criador falando que em cativeiro e quando são criadas em viveiro é comum, fiquei com a impressão que podia ser mais frequente que eu imaginava.

8 hours ago, Joseph said:

Olha, tenho um caso diferente:

Um macho silvestre faz casal com uma lutino pérola. Mas vez ou outra ele cruza com uma fêmea canela. Porém ele so ajuda a chocar os ovos da lutino. A fêmea canela ja botou e todos os ovos dela foram galados por ele, e ela é solteira. Inclusive a ultima vez que ela botou ele tava chocando ovos junto com a lutino e saia do ninho pra cruzar  com a canela. 

 

Pois é, nesse caso, já cumpriria o meu propósito de diversificar as mutações dos filhotes. Como todos tem par aqui (digo, potencialmente, o mesmo número de fêmeas e machos, mas nem todos formaram casal), eles criariam os filhotes uns dos outros e ninguém ficaria sozinho chocando. Isso considerando que todos choquem... O problema é que eu não saberia quem é pai de quem. rs Vou ter que observar pra ver se eu consigo pegar alguém pulando a cerca na próxima temporada. rs

Edited by Malu
Link to comment
Share on other sites

Em 04/07/2019 at 20:20, Malu disse:

Na maioria das vezes, sim. Os meus nunca trocaram de casal. Mas já li gente contando que acontece, aparentemente não é tão frequente, mas como eu vi um criador falando que em cativeiro e quando são criadas em viveiro é comum, fiquei com a impressão que podia ser mais frequente que eu imaginava.

Pois é, nesse caso, já cumpriria o meu propósito de diversificar as mutações dos filhotes. Como todos tem par aqui (digo, potencialmente, o mesmo número de fêmeas e machos, mas nem todos formaram casal), eles criariam os filhotes uns dos outros e ninguém ficaria sozinho chocando. Isso considerando que todos choquem... O problema é que eu não saberia quem é pai de quem. rs Vou ter que observar pra ver se eu consigo pegar alguém pulando a cerca na próxima temporada. rs

Normal essa bagunça.

Quando se cria em cativeiro nos humanos bagunçamos todo ciclo de vida desses bichos. Na natureza pode ser incomum poligamia entre calopsitas, mas no cativeiro o ambiente é outro. 

  • Obrigado 1
Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, Nascimento said:

Normal essa bagunça.

Quando se cria em cativeiro nos humanos bagunçamos todo ciclo de vida desses bichos. Na natureza pode ser incomum poligamia entre calopsitas, mas no cativeiro o ambiente é outro. 

Bom, pensando nos filhotes, tem mais possibilidade de mutação, como aqui eu deixo eles escolherem os casais (desde que não sejam parentes), nem sempre os casais que eles formam são os que eu gostaria. Se eles realmente trocarem, pelo menos pra cruzar, seria bom. Se eu ficar com algum filhote, pode ser que eu precise separar pra nao ter perigo de cruzar com os pais no futuro, mas tirando isso, acho bom. rs

Link to comment
Share on other sites

Outro fato é o cruzamento de irmãos. Muitas pessoas acham que na natureza eles não se importam com isso. Mas eu acho que é só em cativeiro que eles tem esse comportamento de formar casal com irmãos.  Já li que nem as formigas acasalam com a mãe e irmãs, por isso eles saem voando em busca de outras colônias. Eu penso que os filhotes machos de calopsitas, e outros animais são espantados pelos pais em certa idade, pra evitar esses problemas. Por isso os filhotes machos nascem parecidos com as fêmeas, pra poderem ficar mais tempo no ninho, e serem espantados logo após a mudar, pois eles já estarão maiores e prontos para seguirem seu caminho.

(Desculpem o textão).

  • Gostei 1
Link to comment
Share on other sites

17 minutes ago, SAM 3 said:

Outro fato é o cruzamento de irmãos. Muitas pessoas acham que na natureza eles não se importam com isso. Mas eu acho que é só em cativeiro que eles tem esse comportamento de formar casal com irmãos.  Já li que nem as formigas acasalam com a mãe e irmãs, por isso eles saem voando em busca de outras colônias. Eu penso que os filhotes machos de calopsitas, e outros animais são espantados pelos pais em certa idade, pra evitar esses problemas. Por isso os filhotes machos nascem parecidos com as fêmeas, pra poderem ficar mais tempo no ninho, e serem espantados logo após a mudar, pois eles já estarão maiores e prontos para seguirem seu caminho.

(Desculpem o textão).

Sim, eu até ia dizer isso! Imagino que na natureza eles não fiquem no mesmo bando pra evitar cruzamentos desse tipo. Mas quando eu digo que evito cruzamento é entre qualquer tipo de parentesco. Eu só fiquei com um neto até hoje, que ainda tá novo, então ainda não passei por esses dilemas, mas com certeza vou evitar cruzar assim. 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
Em 02/07/2019 at 06:35, SAM 3 disse:

Olá, já criei vários periquitos. Nunca trocaram de casal. Só trocavam quando um morria.

Tenho dois casais formados que vivem soltos, junto a mais duas fêmeas (uma ainda filhote). no entanto um macho lutino cruzou com duas fêmeas pérolas (bem parecidas), teve 3 filhotes com uma e dois com a outra, porem não ajuda a criar os filhotes da filial, somente da matriz... não sei se vão sobreviver...

  • Obrigado 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...